Home Comprar ou Vender Tesla: Deutsche Bank corta ação em 35% por foco em táxi-robô

Tesla: Deutsche Bank corta ação em 35% por foco em táxi-robô

A Tesla decidiu cancelar o desenvolvimento de um veículo de massa, que os investidores esperavam que impulsionasse o crescimento

por Reuters
0 comentário

As ações da Tesla (TSLA; TSLA34) caíram para o nível mais baixo em mais de um ano nesta quinta-feira, depois que o Deutsche Bank citou preocupações sobre o foco crescente da montadora em tecnologia de direção autônoma em um momento em que os resultados estão sob pressão.

As ações da empresa liderada por Elon Musk caíam 3,7% às 14h05 (horário de Brasília), depois que o banco reduziu a recomendação sobre os papéis para “manter” e cortou preço-alvo de 189 para 123 dólares. A ação era negociada a cerca de 150 dólares.

O comentário do Deutsche Bank segue reportagem da Reuters no início deste mês, segundo a qual a Tesla decidiu cancelar o desenvolvimento de um veículo de massa, que os investidores esperavam que impulsionasse o crescimento da companhia. Em vez do projeto do Model 2, a empresa decidiu focar na manutenção do desenvolvimento de táxis-robôs na mesma plataforma de veículo.

APRENDA COMO MULTIPLICAR E PROTEGER SEU CAPITAL INVESTIDO POR MEIO DAS CRIPTOMOEDAS E ACELERE A SUA JORNADA RUMO À LIBERDADE FINANCEIRA

Mudança de planos

A decisão representa o abandono de uma meta de longa data que o chefe da Tesla, Elon Musk, sempre caracterizou como sua principal missão: carros elétricos acessíveis para as massas.

Seu primeiro “plano mestre” para a empresa, em 2006, previa a fabricação de modelos de luxo primeiro e, em seguida, o uso dos lucros para financiar um “carro familiar de baixo custo”.

O banco afirmou que conseguir autonomia total de um veículo sem motorista representa um desafio tecnológico, regulatório e operacional significativo.

“O atraso nos esforços do Model 2 cria o risco de nenhum veículo novo na linha de consumo da Tesla em um futuro próximo, o que pressionará para baixo o volume e preços por muitos anos”, disse Emmanuel Rosner, analista do Deutsche Bank.

À medida que a lucratividade é afetada por cortes de preços para aumentar a demanda, a Tesla anunciou demissões no início desta semana de mais de 10% de sua força de trabalho global, apesar de tentar reativar o pagamento de mais de 50 bilhões de dólares ao seu controlador bilionário Elon Musk.

As ações da Tesla acumulam desvalorização de 37,4% até agora neste ano, o segundo pior desempenho do índice S&P 500.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Faça parte da nossa rede “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2023 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.