Home Estilo de Vida Theatro Municipal do Rio comemora 114 anos com ópera Carmen

Theatro Municipal do Rio comemora 114 anos com ópera Carmen

Programação gratuita ocupa o espaço ao longo de todo o dia 14

por Agência Brasil
0 comentário
Teatro do Rio

O Theatro Municipal do Rio de Janeiro (TMRJ) manterá as portas abertas no próximo dia 14, data em que comemora 114 anos, oferecendo ao público, gratuitamente, diversas atividades, além da pré-estreia da ópera Carmen, de Bizet.

Um dos prédios mais imponentes do centro do Rio de Janeiro, o Theatro Municipal foi inaugurado em 1909 e recebe os maiores artistas nacionais e internacionais, em variados espetáculos de dança, música e ópera. Resultado do sonho de muitos, como o ator João Caetano (1808-1863) e o dramaturgo Arthur Azevedo (1855-1908), a obra só foi concretizada na gestão do prefeito Pereira Passos, com a reforma urbana iniciada em 1902 que “modernizou” o centro do Rio de Janeiro, de inspiração francesa, assim como o projeto do próprio Theatro, que é a Ópera de Paris.

Com capacidade inicial para 1.739 espectadores, o Theatro recebia, nos primeiros anos, companhias de ópera e dança europeias. O corpo artístico próprio só foi instituído na década de 1930, com Orquestra Sinfônica, Coro e Ballet. Após quatro reformas, o espaço tem atualmente 2.252 lugares, divididos entre plateia, três andares de balcão, camarotes e frisas, sendo uma das principais casas de espetáculo do país e da América Latina.

Programação

Em entrevista à Agência Brasil, a presidente da Fundação Teatro Municipal, Clara Paulino, destacou que, “mais uma vez, a gente abre a casa para o nosso público, com uma programação diversa que se inicia às 9h, com a apresentação da Banda dos Fuzileiros Navais, na escadaria externa do teatro, na Cinelândia, e vai até as 17h, com programação de hora em hora”. Haverá um intervalo pequeno, antecedendo, às 19h, a pré-estreia da ópera Carmen, de Bizet, também gratuita, fechando o dia de comemorações.

Clara Paulino enfatizou que toda a programação do aniversário do teatro, no dia 14, será gratuita. As senhas começarão a ser distribuídas uma hora antes dos eventos. Para a ópera, a retirada dos ingressos será online, pelo site do Theatro Municipal, a partir da segunda-feira (10), limitado a dois ingressos por pessoa.

Para os demais dias, com seis datas entre os dias 16 e 30 de julho, os ingressos para Carmen, de Bizet, podem ser adquiridos pela venda online ou na bilheteria do teatro, com preços que vão de R$ 20 (galeria) até R$ 80 para plateia e camarotes.

A presidente da Fundação Teatro Municipal reforçou que o TMRJ é um patrimônio nacional “e um patrimônio de cada um de nós. Por isso, a gente espera receber todo o nosso público para comemorar mais um ano dedicado à arte, à cultura, com desejo de que venham muitos outros desta forma”.

Após a exibição da Banda dos Fuzileiros Navais, às 9h, haverá no ‘foyer’ (saguão) do teatro, a partir das 10h, apresentação da Camerata Jovem do Rio de Janeiro. No Boulevard da Avenida 13 de maio, às 11h, será a vez da Orquestra Sinfônica Jovem do estado. Entre 12h e 14h, haverá demonstrações do Ballet do Theatro Municipal, no Salão Assyrio, com participação das alunas da Escola Estadual de Dança Maria Olenewa.

Às 14h, o Quinteto Ciro Pereira fará récita no saguão, no local onde fica o piano que pertenceu à compositora Chiquinha Gonzaga. Às 15h, a Orquestra Sinfônica Jovem Fluminense fará concerto no Boulevard de Portas Abertas. Grandes vozes do Theatro Municipal realizarão recital de canto e piano, às 16h. Às 17h, a escadaria externa do Municipal servirá de palco para a Banda da Guarda Municipal. Dentro da programação, haverá ainda duas turmas de visitas guiadas, às 11h e às 14h.

Carmen

Encerrando a festa com chave de ouro, o público poderá assistir a pré-estreia de Carmen, de Bizet, às 19h, na Grande Sala, com solistas, coro, balé e Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal (OSTM). A direção cênica é de Julianna Santos e a direção musical e regência estará a cargo do maestro Felipe Prazeres.

A estreia da ópera está marcada para o domingo (16), às 17h. No dia 19, haverá apresentação exclusiva para escolas, às 14h. Antes de cada récita, haverá uma palestra gratuita. A temporada seguirá até o dia 30 de julho, em dias alternados, totalizando sete récitas.

Carmen estreou na Opéra Comique de Paris, em 1875, e provocou grande escândalo na época. O motivo foi a escolha do tema e, principalmente, o “caráter transgressor da protagonista”. A consagração definitiva se deu naquele mesmo ano, quando a ópera foi apresentada em Viena. Em pouco tempo, a obra de Bizet conquistou o mundo. No Theatro Municipal do Rio, a ópera estreou em 1913 e, desde então, contabiliza quase 100 récitas no equipamento. Baseada em obra homônima do escritor Proper Mérimée, a ópera conta a história da sedutora cigana Carmen, que afasta Don José de sua noiva Micaela, resultando em trágica trama amorosa.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Mail Dinheirama

Faça parte da nossa rede “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2023 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.