Home Empresas TikTok inicia remoção de conteúdo da Universal Music Publishing após impasse em acordo

TikTok inicia remoção de conteúdo da Universal Music Publishing após impasse em acordo

O TikTok também começou a silenciar em sua plataforma os vídeos com músicas escritas por qualquer compositor que tenha assinado com a UMPG

por Reuters
0 comentário

O TikTok começou a remover conteúdo da gravadora Universal Music Publishing Group (UMPG) de sua plataforma porque não conseguiu chegar a um novo acordo de licenciamento com a empresa, disse a companhia de mídia social nesta terça-feira.

O TikTok também começou a silenciar em sua plataforma os vídeos com músicas escritas por qualquer compositor que tenha assinado com a UMPG, após remover as músicas da Universal Music Group (UMG), já que o acordo de licenciamento expirou em 31 de janeiro.

A empresa provavelmente removerá todo o conteúdo da gravadora antes do fim de fevereiro, dada a legalidade da questão, disse à Reuters uma fonte familiarizada com o assunto. O TikTok, no entanto, tem entrado em contato com a UMG e ainda está aberto para negociar um novo acordo, acrescentou a fonte.

A gravadora UMG é controladora da UMPG, que representa uma extensa lista de artistas como Taylor Swift, Jon Batiste, boygenius, Ariana Grande, entre outros.

A empresa fechou um acordo com o TikTok em fevereiro de 2021, que permitia aos usuários da plataforma adicionar clipes do seu catálogo nos vídeos da rede social.

A Universal Music, a maior empresa da indústria fonográfica do mundo, disse que o TikTok representa apenas cerca de 1% de sua receita total.

O TikTok disse que o catálogo da UMG e da UMPG representa cerca de 20% a 30% das músicas populares, que variam dependendo da região.

A gravadora não respondeu de imediato a um pedido de comentário da Reuters.

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.