Home Agronegócio Tocantins recebe recursos da venda de créditos de carbono

Tocantins recebe recursos da venda de créditos de carbono

O crédito de carbono, criado a partir do protocolo de Kyoto em 1997, funciona como uma moeda para a diminuição e compensação da emissão de gases de efeito estufa

por Redação Dinheirama
0 comentário

O estado de Tocantins alcançou um feito inédito ao tornar-se o primeiro no Brasil e um dos pioneiros no mundo a receber recursos financeiros pela comercialização de créditos de carbono.

O anúncio foi realizado durante o I Fórum Estadual de Sustentabilidade do Tocantins, realizado nesta terça-feira (21), com a presença de representantes da Secretaria do Meio Ambiente do estado.

A transação, que marca a efetivação do processo de negociação da compra de crédito de carbono florestal jurisdicional no estado, totaliza cerca de R$ 7 milhões.

O projeto de qualificação e certificação do programa de Redução de Emissões Provenientes de Desmatamento e Degradação (REDD+), realizado em parceria com a Mercuria Energy Trading, tem o objetivo de transformar o carbono em ativos financeiros.

Flávia Paulo Oliveira, especialista em direito imobiliário e sócia-fundadora do Paulo Moraes Advocacia, destacou a relevância desse marco para o Tocantins. “Estamos escrevendo algo inédito no mundo, um marco na história do Tocantins e um exemplo não apenas por ser o primeiro Estado brasileiro a entrar no mercado voluntário internacional de carbono jurisdicional florestal, mas pela transformação do carbono em ativos financeiros”, afirmou a especialista, que participou ativamente do evento.

O crédito de carbono, criado a partir do protocolo de Kyoto em 1997, funciona como uma moeda para a diminuição e compensação da emissão de gases de efeito estufa. Ele se torna uma alternativa para a compensação ambiental, além de apresentar-se como um mercado oportuno para países como o Brasil, com áreas promissoras para investimentos nesse setor.

Tocantins, que integra 9% da região amazônica, destaca-se nesse contexto da conservação ambiental e das discussões sobre créditos de carbono.

A transação de REDD+ jurisdicional do Tocantins se torna referência para outros estados nesse mercado, levantando a bandeira de ter realizado a primeira transação de crédito de carbono florestal jurisdicional de um estado subnacional na modalidade de mercado voluntário no mundo.

Flávia Paulo Oliveira ressaltou a importância da regulamentação desse mercado e aconselhou a contratação de consultoria legal e ambiental especializada para orientação adequada.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Mail Dinheirama

Faça parte da nossa rede “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2023 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.