Olá amigo leitor, tudo bem? Chegou mais um Top 5 Dinheirama. Como você já sabe, todo início de semana, publicamos uma seleção com o resumo dos cinco artigos mais lidos, comentados e compartilhados da semana anterior.

A ideia é lhe oferecer um panorama das preferências de outros leitores do Dinheirama e reunir os artigos de forma a oferecer um começo de semana mais proveitoso.

Os artigos mais lidos na semana passada foram:

Três situações que comprometem sua vida financeira

Seria ótimo se lidar com dinheiro fosse uma questão puramente matemática ou, quem sabe, de organização – bastaria ser bom com números, saber fazer contas simples (e algumas complexas) e ser reconhecido como o “braço organizado da empresa” para se destacar na conquista de patrimônio e liberdade financeira.

Fosse assim, nós viveríamos em uma realidade onde contadores (e talvez economistas e administradores) seriam os “reis do sucesso financeiro pessoal”. Pois é, a verdade é que não é nada disso o que acontece. Profissionais que lidam bem com números e sabem organizá-los podem até ter alguma espécie de vantagem, mas ela quase não conta.

Clique aqui para ler o post completo

As 4 fatias mais importantes do círculo da vida

O que é uma vida rica, plena e equilibrada para você? Falamos sempre que estes conceitos variam muito de pessoa para pessoa, não é mesmo?

Há alguns pontos, porém, que inegavelmente são fundamentais para que a vida de qualquer um de nós esteja bem equilibrada. No mundo ideal eles precisam ter pesos de certa forma semelhantes para que a balança da vida não penda demais para um lado ou outro, para que o nosso círculo diário, tal como uma pizza, fique preenchido perfeitamente e não com buracos que farão falta!

Vejamos estes pontos: saúde física, saúde mental e espiritual, saúde financeira e relacionamentos.

Pense que sempre que um deles não vai bem, os outros acabam de certa forma sendo afetados também. E sempre que nos dedicamos demais a um só deles, acabamos negligenciando um pouco todos os outros. Complicado, né?

Clique aqui para ler o post completo

Tudo sobre morar ou investir nos Estados Unidos

Muitos brasileiros têm avaliado a possibilidade de imigrar atualmente. Nos Estados Unidos,  segundo dados do US Census bureau, são cerca de 400 mil. Mas morar fora do Brasil requer muita organização prévia e análise das melhores possibilidades de visto. Saiba agora tudo sobre morar ou investir nos Estados Unidos.

Investir no exterior também requer boa dose de pesquisa para conhecer as melhores alternativas. Para saber mais sobre o assunto, o Dinheirama conversou com exclusividade com Ariel Yaari, diretor de investimentos da Driftwood Acquisitions & Development, empresa que atua na aquisição e construção de hotéis no mercado norte-americano.

Clique aqui para ler o post completo

Você ainda vai se arrepender por confiar na contabilidade mental

O que está registrado apenas na cabeça nem sempre serve para tomar uma importante decisão. Apesar de polêmica, a afirmação retrata o que acontece com as decisões econômicas do cotidiano de muitas famílias.

Baseados na chamada contabilidade mental, consumidores endividam-se sem necessidade, pagam caro e investem mal. Tudo porque acreditam conhecer sua realidade financeira, seus limites, quando na verdade decidem com base em variáveis equivocadas e pouco discutidas.

Registrar e criar o hábito de confrontar valores facilita o entendimento da situação financeira familiar e permite que ações sejam tomadas com base em fatos.

Confrontar significa ater-se à realidade e tomá-la como referência para todo e qualquer próximo passo, seja ele relacionado aos investimentos ou consumo.

Clique aqui para ler o post completo

5 importantes lições sobre finanças para ensinar a seus filhos

Boa parte dos leitores do Dinheirama eram crianças no período da superinflação, entre as décadas de 80 e 90. Poucos talvez se lembrem de como era complicado ter qualquer tipo de controle ou planejamento financeiro naquele período.

A inflação era tão alta que os reajustes de preços aconteciam em alguns casos mais de uma vez em um mesmo dia.

A imagem dos remarcadores de preços marcou meu crescimento. Afirmo, sem medo, que nossos pais foram verdadeiros heróis.

Chegamos até aqui e hoje celebramos, a partir do Plano Real (em 1994), uma realidade diferente. Atualmente, a inflação voltou a fazer parte do noticiário econômico, mas não chega nem perto dos índices daquela época.

Hoje, a nossa geração vive em um país diferente e com novos desafios: temos que aprender a lidar com o crédito, com juros relativamente baixos (para o padrão brasileiro), escolher entre uma gama variada de produtos de investimentos e, de quebra, felizmente lidar com uma expectativa de vida maior (não soa prudente confiar apenas na Previdência Social para manter nosso padrão de vida na aposentadoria).

Basta olharmos para trás para percebermos como o país está diferente. Essa constatação vem com um problema sério: não tivemos com quem aprender a lidar com essa realidade.

Clique aqui para ler o post completo

Redação Dinheirama
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários