Olá amigo leitor, tudo bem? Chegou mais um Top 5 Dinheirama. Como você já sabe, todo início de semana, publicamos uma seleção com o resumo dos cinco artigos mais lidos, comentados e compartilhados da semana anterior.

A ideia é lhe oferecer um panorama das preferências de outros leitores do Dinheirama e reunir os artigos de forma a oferecer um começo de semana mais proveitoso.

Os artigos mais lidos na semana passada foram:

Silencie: Ninguém escuta a própria voz em meio à gritaria dos outros

Não sei como você tem se sentido nas últimas semanas ao entrar nas redes sociais. Se for como eu, provavelmente deve ter a sensação de estar em meio a uma batalha, na qual diversos lados são defendidos ou atacados fortemente e há ofensas e informações, muitas vezes sem cabimento, para lá e para cá. Este fim de semana resolvi, inclusive, não entrar no Facebook. Fiz um detox das opiniões alheias e tentei resguardar as energias para a semana que entrava.

Você já deve ter ouvido aquela frase que diz que não adianta gritar se o outro não quer ouvir (ou algo parecido). Realmente acredito que em alguns momentos, mais do que gritar, é preciso silenciar. Afinal, ninguém escuta a própria voz, consegue avaliar as coisas sabiamente ou comparar argumentos quando está em meio à gritaria dos outros. É impossível.

Clique aqui para ler o post completo

Planejamento financeiro: Menos números e mais amor

O principal erro das famílias que tentam implementar um controle financeiro eficiente consiste em acreditar demais no poder das ferramentas.

Uma planilha completíssima, o aplicativo mais badalado do momento ou aquela agenda específica para finanças pessoais, não importa o meio, depositamos muita esperança no “Como fazer?” e nos esquecemos do “Por que fazer?”.

Uma família é um sistema composto de diversos seres humanos, cada um com seus anseios, prioridades, problemas pessoais, angústias, desejos e opiniões.

A harmonia entre os pensamentos nem sempre é possível (e nem desejável), mas é preciso partir do princípio de que a união existe pelo bem comum.

Clique aqui para ler o post completo

Score: o que você tem a dizer sobre o seu?

A partir de agora o Dinheirama começa um especial sobre crédito.

Nosso objetivo é tirar suas dúvidas sobre este tema que parece tão cabuloso e preocupante, mas que pode ser muito mais simples do que você imagina!

Para isso, também contaremos com informações do Serasa Consumidor, que participa deste especial visando ampliar a sua educação financeira.

Neste primeiro texto falaremos sobre Score. Você sabe o que é? Tem ideia de qual é o seu no momento? Entende a sua importância quando se trata da tomada de crédito? Ufa, quantas perguntas! Vamos lá?

Clique aqui para ler o post completo

Investidor: Pare de reclamar e aproveite o melhor de qualquer cenário

Que tipo de pessoa você é? Sei que a pergunta é um pouco delicada e pessoal, mas gosto de conhecer um pouco de quem nos acompanha aqui no Dinheirama.

Conhecendo você melhor, terei a oportunidade de escrever sobre os assuntos que mais chamam sua atenção. Chamando sua atenção, criaremos aquilo que é o mais importante em nosso trabalho: o vínculo, representado pela interação entre autor leitor.

Acredito que esta é a melhor forma de mensurar o sucesso de um texto. A interação nem sempre é diretamente no espaço de comentários, já que hoje pode ser feita através das redes sociais ou mesmo com um e-mail direto para o Dinheirama – [email protected] – ou ainda por nosso formulário de contato.

Clique aqui para ler o post completo

Por que investir fora dos grandes bancos é melhor para o pequeno investidor?

Os brasileiros costumam direcionar sua gestão financeira ao gerente do banco. É muito comum ouvirmos as pessoas comentando sobre algum investimento e dizendo que vai conversar com o gerente bancário.

Não se pode generalizar, afinal muitos profissionais extremamente qualificados trabalham nos grandes bancos, mas é seguro dizer que muitos dos gerentes de bancos se preocupam em oferecer aos seus clientes os melhores investimentos olhando os interesses dos bancos e deles próprios.

É muito simples chegar a essa conclusão, o gerente bancário é um vendedor e possui metas ambiciosas para cumprir todos os meses e sua performance é cobrada sem piedade.

Clique aqui para ler o post completo

Redação Dinheirama
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários