Olá amigo leitor, tudo bem? Chegou mais um Top 5 Dinheirama. Como você já sabe, todo início de semana, publicamos uma seleção com o resumo dos cinco artigos mais lidos, comentados e compartilhados da semana anterior.

A ideia é lhe oferecer um panorama das preferências de outros leitores do Dinheirama e reunir os artigos de forma a oferecer um começo de semana mais proveitoso.

Os artigos mais lidos na semana passada foram:

Dominar a mente é a chave para quem quer ser rico e bem sucedido

Julgar e ser julgado é algo comum no cotidiano de todo mundo. Não é muito saudável, sobretudo para quem julga, mas é da natureza humana dentro do contexto social em que vivemos.

Seria bom julgar menos? Seria. Mas, a realidade está muito longe disso.

Sempre me deparo com esse tipo de escolha estranha das pessoas com quem convivo e elas também devem pensar isso de mim. Coisas como, comprar um relógio de R$ 7 mil, mas reclamar que não tem dinheiro para fazer os armários da cozinha.

Há certas coisas que tem valor para uma pessoa, mas não tem valor para a outra, e isso nada tem a ver com o preço. E aqui a lógica não entra e raramente vai entrar: estamos falando, basicamente, de gosto (aquele que não se discute, se lamenta).

Clique aqui para ler o post completo

Como salvar seu casamento em momentos de crise financeira

A crise está aí e uma parcela da população está sentindo efeitos que vão além da alta do preço dos alimentos ou dos juros exorbitantes do cheque especial. Muitas pessoas têm sentido não só no bolso, mas no casamento também.

Com o aumento do desemprego e o abalo que isso provoca na estrutura familiar, precisamos falar também de relacionamento. Mas como lidar com dificuldades financeiras no casamento? Abaixo, você confere algumas orientações que podem ajudar, se estiver passando por isso.

Clique aqui para ler o post completo

4 verdades (que facilitariam sua vida) que o gerente bancário não te conta

Ter conta em banco é necessário, mas não precisa ser caro e nem dar dor de cabeça. No texto de hoje, falamos sobre algumas verdades/informações que o banco não te conta. Sabendo tais informações, você pode economizar um bom dinheiro e tomar decisões mais acertadas de acordo com a sua realidade financeira.

Clique aqui para ler o post completo

Pedras ou flores? Diga agora o o que você faz para ser um cidadão melhor

Algumas semanas atrás estávamos todos sendo bombardeados por posts relacionados à campanha eleitoral. Confesso que até saí um pouco das redes sociais porque mais do que a defesa do lado X ou Y, estava vendo uma série de agressões e acusações de ambos os grupos que nem de longe me agradavam. Amizades desfeitas, familiares se acusando, pessoas que até outro dia se gostavam se atacando, ufa!

O fato é que independente das ações de nossos governantes,  há algo fundamental que nem sempre é considerado no dia a dia: o nosso papel individual como cidadãos, mais que isso, como seres humanos. O que estamos fazendo para tornar este mundo melhor? Ainda que o mundo, no caso, seja apenas a pequena parcela de pessoas que nos rodeiam frequentemente. Provavelmente muito pouco!

Clique aqui para ler o post completo

Live: Não jogue nos outros a culpa por viver endividado

A literatura de vendas, cada vez mais extensa e uma das mais antigas em termos de ensinamentos, costuma dizer que “as pessoas não compram nada, os produtos é que são vendidos para elas”. Em outras palavras, algumas necessidades são simplesmente inventadas e trabalhadas sob o aspecto da emoção.

Convenhamos, não precisamos ser especialistas em vendas (ou quem sabe em marketing, que anda bastante na moda) para entender que o processo de vendas consiste em detectar e/ou criar oportunidades emocionais latentes para então preenchê-las com produtos, serviços e afins. Sempre foi assim e sempre será.

Clique aqui para ler o post completo

Redação Dinheirama
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários