Seguindo sugestões de nossos leitores, faremos todo domingo de noite uma seleção, com resumo, dos cinco artigos mais lidos, comentados e compartilhados da semana anterior. A ideia é oferecer a você um panorama das preferências de mais leitores do Dinheirama e reunir os artigos de forma a oferecer um começo de semana mais proveitoso.

Os artigos mais lidos na semana passada foram:

Carros: precisamos (mesmo) trocar tanto?

Uma recente pesquisa feita com consumidores do mundo todo mostrou que os brasileiros trocam de carro a cada 1,7 ano, em média. Os norte-americanos, sempre vistos como consumistas, trocam a cada 3 anos. Some a isso o fato de pagarmos caríssimo nos nossos carros e ficamos diante de uma realidade preocupante.

Leandro Mattera escreveu um excelente artigo questionando as razões que levam os brasileiros a agirem dessa forma e enumerando algumas sugestões para evitarmos o impulso frequente associado à troca do carro.

Clique aqui para ler o artigo completo.

As lições de Warren Buffett podem (mesmo) mudar sua vida?

O megainvestidor e mago de Omaha, Warren Buffett, é um dos ícones do capitalismo atualmente. Entre os investidores, é uma das poucas unanimidades no que diz respeito ao estilo de investimento e eficiência enquanto gestor e multiplicador de fortunas.

Acontece que muitas de suas lições costumam ser técnicas e/ou superficiais demais. Arrisquei-me em um artigo mais objetivo, mas também polêmico, em que aponto aquela que é, pelo menos para mim, seu principal ensinamento.

Clique aqui para ver o que você aprender com Warren Buffett.

5 Atitudes para ter mais Qualidade de Vida e Riqueza

O desafio da educação financeira sempre foi, é e será o equilíbrio entre patrimônio, família, trabalho e qualidade de vida. Encontrar formas de gerar mais renda ao mesmo tempo em que se desfruta de mais tempo para fazer o que gosta é o desafio a ser superado.

Ricardo Pereira nos brinda com um excelente texto neste sentido. Ele aborda as principais atitudes para conciliar vida pessoal e sonhos; riqueza e qualidade de vida. Imperdível.

Clique aqui para ler o artigo completo.

Geração Canguru: uma discussão sobre pais e independência

Existe uma idade recomendada para os filhos deixarem a casa dos pais? Esse é um tema que tira o sono de muitas famílias, seja por insegurança, medo, pouca informação e, principalmente, pelo pouco diálogo em casa.

Hoje em dia, temos visto cada vez mais jovens morando com os pais até os 25, 30 e até 40 anos, grupo apelidado de geração canguru. Muitos demoram para dar sequência à sua vida profissional e parece que este comportamento é reflexo da educação e dos exemplos paternos.

Clique aqui para ler mais sobre a geração canguru.

Como falar de dificuldades financeiras em família

Quando se trata de dificuldades financeiras, muitos pais não sabem exatamente como proceder. E é sobre isso que vamos falar hoje, através de dicas simples que podem facilitar a comunicação e o processo de reestruturação financeira da família.

Mas e os filhos? Até que ponto os pais devem envolvê-los nessa questão? Os pais devem poupar seus filhos e tentar esconder a situação? De que forma os pais devem abordar o problema? Adriana Rodopoulos escreveu um excelente texto tratando deste assunto.

Clique aqui para ler o artigo completo.

Acompanhe os novos artigos durante a semana e domingo que vem volto com os artigos mais compartilhados e visitados. Obrigado pela confiança. Até mais.

Conrado Navarro
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários