Seguindo sugestões de nossos leitores, faremos todo domingo de noite uma seleção, com resumo, dos cinco artigos mais lidos, comentados e compartilhados da semana anterior aqui no Dinheirama. A ideia é oferecer a você um panorama das preferências de mais leitores e reunir os artigos de forma a oferecer um começo de semana mais proveitoso.

Os artigos mais lidos na semana passada foram:

Então Você Quer Ficar Rico? Milionário? Riqueza é isso?

Dúvidas de leitores sobre formação de patrimônio e acumulo de riqueza são muito comuns. Há muitas pessoas que acreditam que ter R$ 1 milhão é a saída para uma vida livre de preocupações e repleta de realizações. Será assim tão simples?

Desde que eu comecei a compartilhar minhas experiências com a educação financeira, aprendi que o fundamental é criar a própria noção de riqueza, pautada em prioridades e objetivos familiares claros e factíveis. Você vai entender melhor lendo este artigo.

Clique aqui para ler minha opinião sobre ficar rico.

Cuidado ou Você Vai Matar o Seu Próprio Negócio

A febre dos gurus que ensinam qualquer empreender a atingir o sucesso nos negócios parece ter chegado ao Brasil. O discurso parece ingênuo, mas é comum: qualquer um pode, através de passos simples e objetivos, elevar o faturamento de seus negócios e encontrar milhares de clientes.

Cabe ao empreendedor interpretar o mercado e suas possibilidades, mas sem acreditar em qualquer um que aparece com uma fórmula fantástica de resultados. O risco que se corre é o de matar o próprio negócio antes mesmo de tê-lo estruturado. Quem oferece uma excelente análise neste sentido é o Rodrigo Antonangelo.

Clique aqui para ler o artigo completo.

Liderança: O Dilema entre Controle e Liberdade

Como garantir que nossos filhos cresçam educados para a vida e para os desafios de trabalhar com pessoas cada vez menos educadas? O mesmo dilema existe no relacionamento entre liderados e líderes dentro das organizações.

Em um artigo fantástico, Alex Arcanjo retrata os percalços vividos pelos pais na educação de suas crianças e no dia a dia de líderes empresarias: como oferecer segurança e liberdade, mas sem perder o controle? Ou será que a pergunta deve ser outra? Descubra lendo este ótimo texto.

Clique aqui e leia as reflexões propostas pelo Alex.

Devo Investir em Fundo de Investimento Conservador?

A oferta de fundos de renda fixa é muito grande e muitos investidores iniciantes têm dificuldades em escolher qual deles merece seu dinheiro. Ao conversarem com os gerentes bancários, nem sempre sentem-se confiantes de terem tomado uma decisão inteligente.

Proponho uma análise simples sobre três aspectos dos fundos que devem ser alvo de alguma atenção por parte do aplicador: custos (taxas), rentabilidade e objetivo do produto. O texto completo fala ainda de outras alternativas conservadoras que você deve considerar.

Clique aqui para saber tudo sobre como escolher um fundo de investimento.

3 Maneiras de Arruinar o Futuro de Seu Filho

Educar os filhos não é uma ciência, nem tampouco uma daquelas atividades repletas apenas de prazer e alegria. Que não é fácil, isso todo mundo sabe, mas as opções diante do desafio de criar os filhos são apenas duas: assumir a responsabilidade ou fingir tê-la assumido.

Depois de observar pais e trabalhar ao lado de muitas famílias, percebi que três comportamentos tem um potencial devastador no futuro dos filhos: 1) Dar tudo que eles querem; 2) Falar uma coisa, mas fazer outra; e 3) Resolver todos os seus problemas. Você concorda?

Clique aqui para ler minhas provocações sobre educar filhos.

Acompanhe os novos artigos durante a semana e domingo que vem volto com os artigos mais compartilhados e visitados. Obrigado pela confiança. Até mais.

Conrado Navarro
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários