Home Economia e Política Tráfego de dados móveis na Europa triplicará até 2028, aponta GSMA

Tráfego de dados móveis na Europa triplicará até 2028, aponta GSMA

O tráfego de dados móveis por smartphone aumentará na Europa Ocidental para 56 gigabytes por mês em 2028

por Reuters
0 comentário
(Imagem: Tânia Rêgo/Agência Brasil)

O tráfego europeu de dados móveis triplicará até 2028, impulsionado pela adoção do 5G e pela migração para o 4G, que continuam a pressionar os investimentos em rede, disse o grupo do setor de telecomunicações GSMA na quinta-feira.

O GSMA, que reúne mais de 1.000 operadoras de telefonia móvel e empresas, disse que os assinantes do 5G estão interessados em adicionar serviços e conteúdo de banda larga aos seus contratos móveis, à medida que a demanda por jogos de alta qualidade, realidade estendida e conteúdo de vídeo cresce.

O tráfego de dados móveis por smartphone aumentará na Europa Ocidental para 56 gigabytes por mês em 2028, em comparação com 20 gigabytes no ano passado.

Na Europa Central e Oriental, aumentará para 37 gigabytes por mês, ante 14 gigabytes em 2022, informou o grupo de lobby em seu relatório anual sobre economia móvel.

Os grupos de telecomunicações europeus, incluindo a Orange, a Telefónica e a Telecom Italia, têm pressionado há anos para que as grandes empresas de tecnologia, como a Alphabet, Meta, Netflix, Microsoft e Amazon ajudem a pagar pela implantação do 5G e da banda larga, pois elas representam uma grande parte do tráfego de internet.

No entanto, eles provavelmente terão que esperar até 2025 pela próxima decisão da Comissão Europeia sobre se vai propor regras para esse fim, informou a Reuters em outubro citando pessoas familiarizadas com o assunto.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Mail Dinheirama

Faça parte da nossa rede “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2023 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.