Home Agronegócio Trigo e soja caem em Chicago e milho sobe

Trigo e soja caem em Chicago e milho sobe

Os futuros do trigo reduziram as perdas depois que o USDA cortou sua previsão para a safra de trigo da Rússia em 2024-25 para 83 milhões de t

por Reuters
3 min leitura

Os contratos futuros do trigo negociados na bolsa de Chicago caíram cerca de 1,5% nesta quarta-feira, já que as preocupações com a demanda global de exportação e um aumento nos estoques dos EUA ofuscaram o suporte de uma safra russa menor, disseram os analistas.

Os futuros do milho se firmaram, enquanto os da soja caíram, depois que os relatórios mensais de oferta e demanda do Departamento de Agricultura dos EUA ofereceram poucas surpresas para a movimentação do mercado.

O contrato julho do trigo caiu 9,50 centavos, a 6,17 dólares por bushel, mas ficou acima de uma mínima de cinco semanas estabelecida na terça-feira, de 6,055 dólares.

Banner MBA BARSI

O contrato julho do milho subiu 4,75 centavos, encerrando a 4,5425 dólares o bushel, enquanto a soja terminou em queda de 0,75 centavo, a 11,7725 dólares o bushel.

O comércio de soja foi volátil, com o contrato de julho subindo às vezes.

Os futuros do trigo reduziram as perdas depois que o USDA cortou sua previsão para a safra de trigo da Rússia em 2024-25 para 83 milhões de toneladas métricas, uma mínima de três anos, ante 88 milhões de toneladas no mês passado.

No entanto, o USDA elevou sua estimativa da safra de trigo 2024/25 dos EUA para 1,875 bilhão de bushels, uma máxima de cinco anos, contra 1,858 bilhão da previsão de maio.

O governo também aumentou sua previsão da quantidade de trigo global restante no final do ano comercial de 2023/24 para 259,56 milhões de toneladas métricas, superando uma série de expectativas comerciais.

Banner MBA BARSI

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.