Home Empresas TSMC pede a fornecedores para atrasarem entregas de equipamentos de chip

TSMC pede a fornecedores para atrasarem entregas de equipamentos de chip

As empresas afetadas pela instrução de adiamento incluem a ASML, que fabrica equipamentos de litografia essenciais para a fabricação de chips de alta qualidade

por Reuters
0 comentário
TSMC

A TSMC, de Taiwan, disse a seus principais fornecedores para atrasarem a entrega de equipamentos de fabricação de chips de alta qualidade, segundo duas fontes familiarizadas com o assunto.

A empresa, que está enfrentando atrasos em sua fábrica de chips de 40 bilhões de dólares nos Estados Unidos, pretende controlar os custos e reflete a crescente cautela da empresa sobre as perspectivas de demanda, disseram as fontes.

Atualmente, os fornecedores esperam que o atraso seja de curto prazo, complementaram. A TSMC disse que não comenta o que chamou de “rumores de mercado”.

Impacto

As empresas afetadas pela instrução de adiamento incluem a ASML, que fabrica equipamentos de litografia essenciais para a fabricação de chips de alta qualidade, disse uma das fontes.

Em uma entrevista à Reuters na semana passada, o presidente-executivo da ASML, Peter Wennink, disse que alguns pedidos de suas ferramentas de ponta foram adiados, sem dizer por quem, e que ele esperava que fosse uma questão de “gerenciamento de curto prazo”.

A ASML, a empresa de tecnologia mais valiosa da Europa listada em bolsa, está operando em sua capacidade máxima e a previsão é de que as vendas totais cresçam 30% este ano.

“Tivemos vários artigos (de notícias) sobre a prontidão da fábrica. Não apenas no Arizona… mas também em Taiwan”, disse Wennink à Reuters, referindo-se aos preparativos para a fabricação de chips.

Duplo Golpe

A gigante taiwanesa de chips não é a única a se preocupar com a possibilidade de que a recuperação da demanda demore mais do que o esperado.

A Apple, um dos principais clientes da TSMC, lançou uma nova série de iPhones esta semana que incluía um chip mais rápido, mas não aumentou os preços, refletindo a queda global dos smartphones.

TSMC fabricava chips para a Huawei, mas suspendeu o fornecimento depois que Washington impôs sanções à empresa chinesa. A companhia previu em julho uma queda de 10% nas vendas de 2023 e uma queda de até 4% na margem operacional neste trimestre em relação ao trimestre anterior, citando a fraca demanda por smartphones e PCs e a incerteza sobre o mercado de inteligência artificial.

A fabricante de chips também está enfrentando despesas de capital elevadas, que aumentaram 21% para 36 bilhões de dólares no ano passado, devido aos planos de expansão colocados em prática durante o boom de chips impulsionado pela pandemia.

Em julho, a empresa estimou que os gastos com investimentos para este ano estariam no limite inferior de uma previsão anterior de 32 bilhões a 36 bilhões, e disse que esperava um aumento mais lento nos próximos anos.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Mail Dinheirama

Faça parte da nossa rede “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2023 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.