Home Comprar ou Vender MP sobre PIS/Cofins afeta ações da Raízen, Vibra e Ultrapar

MP sobre PIS/Cofins afeta ações da Raízen, Vibra e Ultrapar

Com a restrição, acrescentaram, a utilização de créditos será provavelmente muito mais lenta do que anteriormente previsto

por Reuters
0 comentário

Analistas do UBS BB (UBS; UBSG34) afirmaram que os efeitos da medida provisória que muda o sistema dos crédito de PIS/Cofins ainda não estão claros para o setor de distribuição de combustíveis, mas ressaltaram que deve haver uma pressão relevante no valor presente líquido (VPL) dos créditos fiscais.

Eles citaram que o seu cenário base e das empresas era o uso de créditos de PIS/Cofins para compensar receitas fiscais.

Com a restrição, acrescentaram, a utilização de créditos será provavelmente muito mais lenta do que anteriormente previsto, o que significa um VPL mais baixo dos créditos.

Luiz Carvalho e equipe destacaram, contudo, que não está claro no momento qual o ritmo a que conseguiriam realizar os créditos sob as novas regras. Também citaram incerteza sobre como a medida se aplica a créditos acumulados no passado.

De acordo com o UBS BB, a Raízen (RAIZ4) possui 8,3 bilhões de reais em créditos fiscais de PIS/Cofins.

Eles citam que o valuation do banco para a empresa com preço-alvo de 5,60 reais para a ação considera um VPL de utilização de créditos fiscais de 6,8 bilhões de reais.

A Vibra (VBBR3), afirmaram, tem 3,1 bilhões de reais, com o valuation com preço-alvo de 34 reais incluindo créditos relacionados à Lei Complementar 192, que define os combustíveis sobre os quais incidirá uma única vez ICMS.

“Mas a empresa tinha potencial para que valores adicionais fossem reconhecidos.”

No caso de Ultrapar (UGPA3), os analistas calculam créditos de PIS/Cofins de 2,4 bilhões de reais, com o valuation do banco para a empresa (com preço-alvo de 33 reais), incluindo um VPL de 1,1 bilhão de reais de utilização de créditos fiscais.

O UBS BB tem recomendação de “compra” para as três empresas.

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.