Home Empresas UPS corta margem e previsões de receita sob impacto de contratos de trabalho

UPS corta margem e previsões de receita sob impacto de contratos de trabalho

A UPS previu uma receita consolidada anual de cerca de 93 bilhões de dólares, em comparação com uma visão anterior de cerca de 97 bilhões

por Reuters
0 comentário

A UPS cortou nesta terça-feira suas previsões de receita e margem para o ano inteiro e as ações caíram 5,1% nas negociações de pré-mercado, uma vez que a maior empresa de entrega do mundo espera um impacto nos volumes de contratos de trabalho.

A empresa concordou em encerrar as horas extras forçadas para os motoristas e decidiu limitar o trabalho sazonal para os trabalhadores de meio período a cinco semanas, de novembro a dezembro, em um contrato provisório de cinco anos com o sindicato dos caminhoneiros fechado no mês passado.

O novo contrato válido para 340 mil trabalhadores norte-americanos precisa ser ratificado pelos funcionários. O acordo inclui aumentos salariais, mais um feriado remunerado, fim de um sistema salarial de dois níveis para motoristas e ar-condicionado incluso nos novos modelos de caminhões da empresa.

O acordo trabalhista ocorre no contexto de uma crise global no transporte marítimo que prejudicou as margens das empresas de logística que lutam para equilibrar custos e capacidade.

Analistas disseram que uma perda potencial para a UPS é um ganho para a FedEx.

“A perda de participação de mercado implícita na orientação da UPS pode ser uma leitura positiva para a FedEx, que provavelmente se beneficiou da incerteza relacionada ao acordo trabalhista da UPS”, disse Fadi Chamoun, analista da BMO Capital Markets, em nota.

Para proteger seu lucro, a UPS tem se concentrado na movimentação de encomendas de alta margem, mas suas vendas no segundo trimestre foram afetadas pela queda na receita de pacotes domésticos e internacionais.

A UPS previu uma receita consolidada anual de cerca de 93 bilhões de dólares, em comparação com uma visão anterior de cerca de 97 bilhões, e disse esperar uma margem operacional ajustada para 2023 de cerca de 11,8%, em comparação com uma previsão anterior de cerca de 12,8%.

“Vamos manter a estratégia de capturar o crescimento nas partes mais atraentes do mercado”, disse a presidente-executiva Carol Tomé.

O lucro ajustado de 2,54 dólares por ação no segundo trimestre superou as expectativas do mercado em 4 centavos. A receita caiu cerca de 11% e ficou abaixo das estimativas de 23,1 bilhões, segundo dados da Refinitiv.

Veja o resultado abaixo:

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Mail Dinheirama

Faça parte da nossa rede “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2023 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.