Home Economia e Política 31 mil vagas temporárias para o Dia das Mães

31 mil vagas temporárias para o Dia das Mães

por Willian Binder
0 comentário

31 mil vagas temporárias para o Dia das MãesA alta demanda do Dia das Mães faz com que o comércio brasileiro  contrate mais trabalhadores para vagas temporárias. Segundo estima a Asserttem (Associação Brasileira das Empresas de Serviços Terceirizáveis e de Trabalho Temporário), o comércio do país deve contratar 31,5 mil profissionais para trabalhar durante um curto período.

Em comparação com o mesmo período do ano passado, nota-se um crescimento de 5%. Mais do que isso, a estimativa ainda prevê que, dos contratados, 10% dos trabalhadores podem ser efetivados, ou seja, cerca de 3 mil pessoas. Os jovens em situação de primeiro emprego devem ficar com 18% das vagas disponíveis.

“O trabalho temporário é uma porta de entrada para o mercado de trabalho formal. Se a estimativa se confirmar, quase 5,7 mil jovens terão a primeira oportunidade de adquirir experiência profissional”, aponta a presidente da entidade, Jismália de Oliveira Alves.

Perfil das vagas

Entre as principais funções ofertadas pelo comércio estão: atendimento, crediário, estoquistas, vendedores, repositores, promotores de vendas, fiscais de loja e de caixa, telemarketing e embaladores. Todas as atividades listadas podem ser uma excelente primeira experiência para jovens profissionais.

Para concorrer a uma vaga é necessário ter 18 anos ou mais, ter ensino médio completo, disponibilidade de horário, habilidade para trabalhar em equipe, boa comunicação e dinamismo.

A remuneração média também está em condições melhores do que no ano passado, ela aumentou 5% e deve ficar entre R$ 700 e R$ 1,8 mil, com direito a benefícios como vale-transporte e vale-refeição.

De acordo com a Asserttem, as mulheres devem preencher a maior parte das vagas, representando 52% das contratações.

Consumidor deve gastar mais neste ano

Mesmo com o sentimento cauteloso do mercado, o apelo emocional do Dia das Mães deve impulsionar uma alta no volume de vendas neste ano.

Essa é a aposta da Associação Brasileira de Lojistas de Shoppings (Alshop), que espera um crescimento de 6% enquanto a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomercio-SP) acredita que o mercado deve manter o mesmo patamar do ano passado, em 3,5%.

O comprometimento da renda das famílias é o principal fator para as previsões mais cautelosas. “Em consequência da elevação dos preços de bens não duráveis e de gasto imediato, que não podem ser financiados, a renda disponível se torna menor e pode intimidar o nível de endividamento com o presente”, justifica Fernanda Della Rosa, assessora econômica da Fecomercio-SP.

Conforme previsão da Fecomercio-SP, a expectativa do comércio é de que o ticket médio seja de R$ 61, ou seja, os presentes das mães devem girar em torno deste valor.

Vale a pena lembrar que tão importante quanto presentear alguém é fazer esse gesto de carinho com planejamento e consciência, afinal sua mãe não irá querer vê-lo com dívidas pelo resto do ano, certo?

Até a próxima.

Fonte: InfoMoney | Terra. Foto de freedigitalphotos.net.

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.