Na semana que passou me lembrei desse assunto com mais carinho. Completei mais um ano de casamento com a minha maravilhosa e amada esposa, e refletíamos sobre nossas lutas e conquistas.

Quando bem feito, o casamento é uma sociedade virtuosa, onde nos completamos emocionalmente, e também conseguimos vitórias na vida material.

Fatos e fotos

Em meio a alguns momentos sérios e outros engraçados, nos lembramos das críticas que recebemos quando decidimos que não iríamos custear a festa, que na verdade foi um longo almoço (nos casamos num domingo, às 11h).

A opção do “almoço por adesão” causou desconforto para alguns convidados, mas também foi um bom filtro para ver quem estava disposto a pagar poucas dezenas de reais para prestigiar os noivos.

Se você concorda ou não com esse “modelo”, o fato é que ele cabia no nosso bolso naquela ocasião. Optamos por não darmos um passo maior do que a perna seria capaz de alcançar. Assim, começamos o casamento sem dívidas, e capitalizados.

Ebook gratuito recomendado: Ter uma Vida Rica Só Depende de Você

Em nossa escala de valores, fez mais sentido investirmos na cerimônia, que também não foi nada espetacular, mas saiu do nosso gosto. Uma igreja bonita, confortável e bem decorada, com música ao vivo.

Também investimos nos registros do evento, com fotos e vídeos; e por fim, em nossa viagem, também relativamente simples, mas num local agradável e que fazia sentido para nós.

Vai se casar? Então faça melhor para você (e não para os outros)

Achei conveniente contar parte da minha história, para levantar alguns pontos que considero importantes e úteis para quem está pensando em se casar.

O quanto antes, melhor!

Muitos casais, enquanto estão namorando, discutem pouco a questão financeira. Quando a coisa fica séria e partem para um noivado (já visando casamento), então se torna necessário falar sobre dinheiro. Isso é bom.

O quanto antes o casal começar a tratar o assunto, melhor, pois a vida familiar avança repleta de compromissos, lutas, desafios, e o dinheiro ocupa um espaço relevante nisso tudo.

Aprender a administrar um orçamento, fazer escolhas baseadas em prioridades, e não ficar à mercê dos apelos emocionais nos momentos de consumo, são alguns exemplos de armas poderosas para uma vida financeira vitoriosa.

Leitura recomendada: Casamento: vocês conversavam sobre dinheiro antes do “Sim”?

A cerimônia e festa de casamento é uma ocasião onde o casal coloca todas estas questões (e muitas outras) em intenso exercício.

É muito comum ocorrerem longas discussões, alguns desentendimentos, e já soube até de situações onde o casal desistiu de se casar, porque passaram a conhecer o “lado financeiro” do outro, e não gostaram da descoberta.

A batalha entre a razão e a emoção

E não é por menos. Praticamente todas as decisões de compra que realizamos, sofrem fortes influências emocionais.

Imagine então o evento do casamento! O melhor local, o melhor veículo para a noiva, os melhores salões de cabeleireiros e de festas, a melhor comida, a melhor viagem, os melhores fotógrafos…

Haja gente boa em tudo isso! E haja orçamento para suportar! Cientes de que as emoções dos noivos estão na flor da pele, os vendedores experientes aproveitam para praticar preços elevados, trabalhando ao máximo a “necessidade” do casal em fazer o melhor em tudo!

“É uma única vez! Precisa ser algo inesquecível! Os convidados vão sair da festa dizendo que nunca viram nada igual!”

Estes são alguns exemplos das frases perigosas, que apelam para as emoções. Cuidado! Alguns dias depois as comemorações acabam. A vida voltará ao normal, mas os compromissos financeiros assumidos estarão lá, bem presentes…

Podcast recomendado: A infidelidade financeira pode destruir sua família, cuidado!

Alegria, emoção, planejamento e responsabilidade

Não me entenda mal. Não quero “jogar água” na sua festa. A ideia central aqui é mostrar que os noivos devem sim curtir muito este momento pra lá de especial.

No entanto, devem fazer isso de forma responsável, realizando um bom planejamento financeiro, priorizando aquilo que realmente faz sentido para os noivos (e não para o restante das pessoas).

Todo o evento deverá sim proporcionar momentos de muita alegria e emoção, mas de forma genuína, sem preocupações com status e convenções sociais.

O casamento é o início de uma longa jornada. É importante começar bem, para que esta parceria seja verdadeira, agradável, positiva e duradoura!

O casamento dos seus sonhos

Tenho ainda algumas coisas que eu quero comentar com você:

  • Vamos falar de dinheiro (diálogo financeiro do casal);
  • É você ou sua família que quer casar? (interferência dos parentes);
  • Use o noivado a seu favor (tempo de planejar);
  • Fundo Casamento (tempo de poupar);
  • A importância do controle dos gastos (orçamento);
  • 12 passos para planejar o grande dia (checklist do sucesso).

Só que não vou escrever aqui, pois já escrevi sobre isso, junto com meus amigos e colegas de trabalho Conrado Navarro e Ricardo Pereira, no e-book gratuito “O Casamento dos Seus Sonhos”:

Vai se casar? Então faça melhor para você (e não para os outros)

Então me despeço de você, convidando-o para clicar na imagem acima ou aqui, para baixar sua cópia gratuita deste e-book, repleto de insights interessantes sobre este importante assunto. Um abraço e até o próximo! 🙂

Giovanni Coutinho
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários