Vale a pena investir em ETFs - Fundos de Índices?Os Fundos de Índices – conhecidos em outros países como ETFs (Exchange Traded Funds) – são fundos que buscam obter o retorno de determinado índice e cujas cotas são negociadas na bolsa de valores[bb]. Ao investir em um ETF você aplica, ao mesmo tempo, em uma carteira de ações de diferentes companhias.

Em outras palavras, representa a facilidade de negociação de uma ação com a diversificação (menor risco de concentração) de um fundo de investimento, só que com menor custo. Com ETF, você investe muitas vezes, de uma vez só. A evolução deste tipo de aplicação é evidente e pode ser comprovada através do gráfico abaixo:

Número de ETFs no mundo

Por que investir em renda variável através de ETFs?

  • Facilidade na negociação, pois funcionam como compra e venda de ações através de home broker;
  • Custos muito mais baixos em relação aos fundos de investimento tradicionais que cobram taxa de administração muito altas (mais que 2%), por exemplo. No caso dos ETFs, as taxas ficam abaixo de 1% ao ano;
  • Investimento em diversas em empresas de um segmento ou mercado mesmo com valores mais baixos. Ou seja, diversificação a custos mais acessíveis;
  • Investidor não precisa gerenciar diversas ações em sua carteira.

Por que não investir em renda variável através de ETFs?

  • Liquidez baixa devido à pouca negociação na bolsa brasileira;
  • Não há isenção de cobrança de Imposto de Renda, o que acontece para o caso de negociações diretas de ações para valores com lucro de até R$ 20 mil;
  • Custo alto para o pequeno investidor[bb], já que conta com negociação mínima de 100 cotas. Esta realidade mudará a partir de agosto, quando a negociação mínima passará a ser de 10 cotas, o que barateará bastante o acesso aos ETFs e aumentará sua liquidez.

Conheça as opções de Fundos de Índice disponíveis no Brasil

Ibovespa
Código na bolsa: BOVA11
O iShares Ibovespa busca obter retornos de investimentos que correspondam, de forma geral, à performance, antes de taxas e despesas, do Índice Bovespa. O Índice Bovespa é um índice de mercado que mede o retorno de um investimento em uma carteira teórica calculada pela BM&F Bovespa, composta pelas ações emitidas por companhias que respondam por mais de 80% (oitenta por cento) do número de negócios e do volume financeiro verificados no mercado à vista (lote-padrão) da BM&F Bovespa.
Taxa de administração: 0,54%.

IBrX-Índice Brasil – IBrX-100
Código na bolsa: BRAX11

O iShares IBrX-Índice Brasil (IBrX-100) busca obter, de forma geral, retornos de investimentos que correspondam à performance, antes de taxas e despesas do Índice Brasil (IBrX 100). O Índice Brasil (IBrX 100) é um índice de mercado que mede o retorno de um investimento em uma carteira teórica composta pelas 100 ações mais negociadas na BM&F Bovespa, em termos de número de negócios e volume financeiro. Essas ações são ponderadas na carteira do índice pelo seu respectivo número de ações disponíveis à negociação no mercado.
Taxa de administração: 0,54%.

BM&F Bovespa MidLarge Cap
Código na bolsa: MILA11

O iShares BM&F Bovespa MidLarge Cap busca retornos de investimentos que correspondam, de forma geral, à performance, antes de taxas e despesas, do índice BM&F Bovespa MidLarge Cap. O BM&F Bovespa MidLarge Cap é um índice de mercado que mede o retorno de um investimento em uma carteira teórica calculada pela BM&F Bovespa, composta pelas ações emitidas pelas companhias com os maiores valores de capitalização listadas na BM&F Bovespa, cujo valor total represente, conjuntamente, 85% (oitenta e cinco por cento) da soma dos Valores de Capitalização de todas as companhias listadas na bolsa brasileira.
Taxa de administração: 0,54%.

BM&F Bovespa Small Cap
Código na bolsa: SMAL11
O iShares BM&F Bovespa Small Cap busca obter retornos de investimentos que correspondam, de forma geral, à performance, antes de taxas e despesas, do índice BM&F Bovespa Small Cap. Trata-se de um índice de mercado que mede o retorno de um investimento em uma carteira teórica composta pelas ações emitidas pelas companhias com os menores Valores de Capitalização listadas na BM&F Bovespa, cujo valor total represente, conjuntamente, 15% (quinze por cento) da soma dos Valores de Capitalização de todas as companhias listadas na bolsa brasileira.
Taxa de administração: 0,69%.

Índice BM&F Bovespa Imobiliário
Código na bolsa: MOBI11
O iShares Índice BM&F Bovespa Imobiliário busca obter, de forma geral, retornos de investimentos que correspondam à performance, antes de taxas e despesas, do índice BM&F Bovespa Imobiliário, um índice de mercado que mede o retorno de um investimento em uma carteira teórica calculada pela BM&F Bovespa, composta pelas ações emitidas pelas companhias mais representativas de companhias listadas na bolsa brasileira, dos seguintes setores do ramo imobiliário: construção civil, intermediação imobiliária e exploração de imóveis. As ações componentes são selecionadas por sua liquidez, e são ponderadas nas carteiras pelo valor de mercado das ações disponíveis à negociação.
Taxa de administração: 0,69%.

Índice BM&F Bovespa de Consumo
Código na bolsa: CSMO11
O iShares Índice BM&F Bovespa de Consumo busca obter, de forma geral, retornos de investimentos que correspondam à performance, antes de taxas e despesas, do índice BM&F Bovespa de Consumo, que tem por objetivo oferecer uma visão segmentada do mercado acionário, medindo o retorno de um investimento em uma carteira teórica composta pelas ações das empresas representativas dos setores de consumo cíclico e não-cíclico. As ações componentes são selecionadas por sua liquidez, e são ponderadas nas carteiras pelo valor de mercado das ações disponíveis à negociação.
Taxa de administração: 0,69%.

PIBB (Papéis de Índice Brasil Bovespa)
Os PIBBs são quotas do fundo PIBB Fundo de Índice Brasil – 50 – Brasil Tracker, o primeiro fundo de investimento em índice de mercado, regulado pela Instrução 359 de 22 de janeiro de 2002 da Comissão de Valores Mobiliários – CVM.

O PIBB Fundo de Índice Brasil – 50 – Brasil Tracker – é um fundo de investimento constituído sob a forma de condomínio aberto e destina-se à aplicação em carteira de títulos e valores mobiliários que visa a buscar resultados semelhantes à performance do IBrX 50.

Cada PIBB representa uma fração ideal da carteira do Fundo da qual farão parte, na medida do possível, todas as ações que compõem a carteira teórica do IBrX-50, além de outros ativos em menor proporção. Desta forma, ao investir em PIBBs, o investidor estará também investindo, indiretamente, nas mesmas ações que compõem a carteira teórica do o IBrX 50. Os PIBBs são admitidos para negociação na BM&F Bovespa do mesmo modo que qualquer outro valor mobiliário nela negociado.

Fontes consultadas:

Crédito da foto para freedigitalphotos.net.

Leandro Martins
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários