Home Empresas Vale diz que decisões judiciais reestabeleceram licenças de suas minas no Pará

Vale diz que decisões judiciais reestabeleceram licenças de suas minas no Pará

A Vale reforçou o cumprimento de condicionantes e controles socioambientais de suas atividades conforme a legislação

por Reuters
0 comentário
Nos hubs espera-se que a Vale construa e opere plantas de briquete, que alimentarão reatores de redução direta para a produção de HBI (”hot briquetted iron”, conhecido em português como ferro-esponja) e outros metálicos

A Vale (VALE3) informou nesta segunda-feira que decisões judiciais reestabeleceram as licenças das minas de Sossego, de cobre, e Onça Puma, de níquel, que haviam sido suspensas pela Secretaria do Meio Ambiente do Pará (Semas) na semana passada.

O reestabelecimento ocorreu por meio de decisões liminares pela 1ª Vara Cível de Canaã dos Carajás, no caso de Sossego, e Vara Cível de Ourilândia do Norte, no de Onça Puma, segundo a companhia.

“Sem prejuízo, a companhia reitera seu compromisso de manter diálogo com as autoridades competentes”, afirmou a empresa em comunicado ao mercado.

A Semas havia informado na semana passada que a suspensão das licenças ambientais dos empreendimentos ocorreu por “inconformidade nos relatórios de informação ambiental anuais e no descumprimento de ações de mitigação de impactos decorrentes das atividades de mineração, resultando em conflitos com comunidades próximas à área de influência dos empreendimentos”.

Em nota na semana passada, a Vale reforçou o cumprimento de condicionantes e controles socioambientais de suas atividades conforme a legislação.

Veja o documento abaixo:

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Mail Dinheirama

Faça parte da nossa rede “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2023 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.