Home Empresas Vale vê importações de minério de ferro pela China em 1,17-1,18 bi t em 2024

Vale vê importações de minério de ferro pela China em 1,17-1,18 bi t em 2024

As importações de minério de ferro da China no primeiro trimestre de 2024 totalizaram 310,13 milhões de toneladas, um aumento de 5,5% em relação ao ano anterior, segundo dados da alfândega

por Reuters
0 comentário

 As importações de minério de ferro pela China, o maior comprador do mundo, devem ficar em torno de 1,170 a 1,180 bilhão de toneladas em 2024, semelhantes ao 1,18 bilhão de toneladas do ano passado, disse um executivo da mineradora Vale (VALE3) na quarta-feira.

“No curto prazo, ainda estamos vendo uma forte resiliência na economia chinesa, embora o mercado imobiliário esteja desacelerando nos próximos anos”, disse Eduardo Mello Franco, gerente de marketing para precificação da Vale, em uma conferência do setor em Cingapura.

“Vemos que a infraestrutura, por exemplo, ainda está crescendo muito na China”, disse ele, acrescentando que o setor manufatureiro também está “tendo um desempenho muito bom na China”.

As importações de minério de ferro da China no primeiro trimestre de 2024 totalizaram 310,13 milhões de toneladas, um aumento de 5,5% em relação ao ano anterior, segundo dados da alfândega.

No entanto, a China produziu 256,55 milhões de toneladas de aço bruto no primeiro trimestre de 2024, uma queda de 1,9% em relação ao ano anterior.

A economia da China cresceu mais rápido do que o esperado no primeiro trimestre, mostraram dados na terça-feira, oferecendo algum alívio às autoridades, que tentam sustentar o crescimento diante da fraqueza prolongada do setor imobiliário e do aumento da dívida do governo local.

No âmbito global, Franco disse que a produção mundial de aço deve subir para 2,070 bilhões de toneladas até 2030, em comparação com os 1,9 bilhão de toneladas esperados.

“Também gostaria de destacar o crescimento em algumas regiões emergentes, como o Oriente Médio, a Índia e o Sudeste Asiático. Acreditamos que essas regiões serão uma grande fonte de crescimento nos próximos anos.”

A transição energética também estava impulsionando o crescimento da demanda de aço.

“Também temos novos fatores para impulsionar o crescimento da produção de aço. Quanto aos novos fatores de impulso, temos que mencionar a transição energética, (que) exigirá materiais e o aço será um material muito importante nessa transição.”

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Assine a newsletter “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.