Uma pesquisa realizada pelo Guiabolso, aplicativo gratuito que ajuda na organização e entendimento das contas, revelou que apenas 22% dos seus usuários conseguiram concretizar  os projetos traçados para 2018

Parece pouco, não é? E não para por aí: quase 80% da meta dos usuários do app neste ano que passou se concentrou em comprar um veículo, viajar e conseguir a casa própria. Também estavam na lista guardar dinheiro e – será que você imaginava isso? – fazer uma cirurgia plástica. Vamos pensar sobre alguns pontos importantes dentro destes resultados? Será que que seus planos também têm a ver com estes itens?

Realizar metas requer constância e organização

O primeiro ponto sobre o qual precisamos falar é sobre a realização de metas. Veja que somente 22% de usuários de um aplicativo financeiro conseguiram chegar onde queriam. E normalmente isso acontece com boa parte das pessoas. Ou seja, fazemos uma série de planos no início do ano e não conseguimos realizá-los por uma ou outra razão.

Se você quer sair desta estatística, precisa primeiramente organizar as finanças de forma com que seus planos caibam concretamente dentro delas. Vamos supor que a meta seja comprar um carro à vista em 11 meses. Para que isso ocorra, você precisa saber desde já quanto dinheiro precisará reservar para este fim.

E se a ideia é conseguir a quantia dentro do prazo de 11 meses, por exemplo, cheque o quanto precisará guardar por mês para esta finalidade. É possível que você possa rever algumas contas e até liquidar outras para que sobre dinheiro. Ou, ainda, será que vale pegar alguns trabalhos extras para juntar um valor a mais? O importante é ter os números certos em mãos e se organizar para caber dentro deles, ok?

Compra de veículo não deve ocorrer por impulso

A compra de um veículo, uma das principais metas citadas para o último ano, raramente ocorre porque alguém pensa em ganhar dinheiro com isso. Normalmente, compra-se um carro por razões práticas de locomoção ou por paixão mesmo.

Portanto, é importante considerar que este carro desvalorizará assim que sair da concessionária. Também é essencial considerar as despesas que trará, como IPVA, licenciamento, seguro e combustível. Faça as contas e, caso realmente a aquisição esteja em suas metas, pesquise e considere todos os itens atrelados à compra. Lembre-se que não é algo que deve ser feito por impulso para que seu bolso não sofra as consequências.

Viajar é algo para a vida, mas é importante planejamento

Viajar é outras das metas citadas e algo que costuma ficar para a vida, ou seja, é sempre uma boa maneira de conseguir ver o mundo com outros olhos, descansar, ter lembranças, aprender.

Mas quem consegue planejar uma viagem com um pouco de calma também pode conseguir melhores resultados para o bolso, desde a compra da passagem e hospedagem, até a aquisição de passeios, que podem ser comprados com desconto em alguns casos se puderem ser adquiridos antecipadamente. Portanto, se estiver nos seus planos passar o próximo reveillon em um lugar legal, que tal começar a poupar para isso já no início do ano? Não deixe para a última hora.

Nem sempre a compra da casa própria é melhor investimento

O brasileiro também costuma ter entre seus sonhos de consumo a compra da casa própria, mas a maior parte não se planeja financeiramente para conseguir, por exemplo, comprar à vista ou ter uma boa entrada.

É preciso lembrar que quanto maior o valor financiado, maiores os juros que serão pagos, e no longo prazo trata-se de algo bastante considerável. Muitas vezes é até melhor alugar por um tempo um imóvel de menor valor e ir guardando o que sobrar até formar uma boa reserva que possa aumentar a entrada. Aqui no Dinheirama volta e meia escrevemos sobre o assunto, portanto, avalie o seu caso e compare as opções antes de dar um passo tão importante em sua vida financeira.

Guardar dinheiro é algo para ser feito já

Como você viu lá no começo do texto, boa parte dos usuários do Guia Bolso também pretendia começar a guardar dinheiro no começo do ano passado. E você? Como anda esta questão? É super importante entender que guardar dinheiro para a formação de uma reserva e, posteriormente, para a realização de algumas metas, é algo que deve ser feito o quanto antes. E como fazer?

Há uma série de dicas e passos essenciais para se tornar um poupador ou investidor, mas uma das principais é que você deve guardar assim que o dinheiro entrar, não espere sobrar! O mais importante não é a quantia, mas a criação de um hábito que fará toda diferença em sua vida. Muita gente diz que quer começar a guardar e espera o fim do mês para ver se sobrou algo. Como dificilmente sobra, porque a tendência é gastarmos, não consegue cumprir o que planejou. Faça diferente!

Estar bem consigo próprio é fundamental, mas priorize o equilíbrio e cuidado

Finalmente, vamos falar sobre outra das metas presentes de forma considerável entre os usuários do Guia Bolso: fazer uma cirurgia plástica. Saiba que os brasileiros estão entre os povos mais vaidosos do mundo, e nós acreditamos que é importante que se esteja bem consigo próprio para conquistar confiança em todas as áreas da vida. Mas também é preciso equilíbrio e cuidado com relação à esta questão. Se você também tem como meta fazer uma cirurgia para melhorar a aparência, lembre-se que neste caso o barato pode sair caro. É melhor pesquisar com calma os profissionais, checar se são idôneos e, no lugar de aproveitar qualquer promoção, escolhendo o mais barato, se programe financeiramente para poder fazer a cirurgia com um bom profissional!

Redação Dinheirama
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários