Home Economia e Política Vendas no varejo dos EUA superam expectativas em março

Vendas no varejo dos EUA superam expectativas em março

As vendas varejistas excluindo automóveis, gasolina, materiais de construção e serviços de alimentação, aumentaram 1,1% em março

por Reuters
0 comentário

 As vendas no varejo dos Estados Unidos aumentaram mais do que o esperado em março em meio a um aumento nas receitas de varejistas online, o que é mais uma evidência de que a economia encerrou o primeiro trimestre em terreno sólido.

As vendas no varejo aumentaram 0,7% no mês passado, informou o Departamento de Comércio nesta segunda-feira. Os dados de fevereiro foram revisados para cima, mostrando alta de 0,9% em vez de 0,6% conforme informado anteriormente.

Economistas consultados pela Reuters previam avanço de 0,3% nas vendas varejistas, que são principalmente de bens e não são ajustadas pela inflação, em março.

O relatório seguiu notícias neste mês de fortes ganhos de emprego em março e reforçou as expectativas de que o Federal Reserve pode adiar o corte de juros este ano.

Apesar da inflação mais alta e dos custos de empréstimos, os gastos continuam a se manter, contrariando as previsões de dificuldades entre as famílias de baixa renda, graças ao mercado de trabalho resiliente.

As vendas varejistas excluindo automóveis, gasolina, materiais de construção e serviços de alimentação, aumentaram 1,1% em março.

Os dados de fevereiro foram revisados para cima, mostrando aumento de 0,3% nessa medida em vez de estagnação conforme informado anteriormente.

Esse dado corresponde mais estreitamente ao componente de gastos do consumidor do Produto Interno Bruto.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Assine a newsletter “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.