O seu comportamento em relação aos investimentos tem impacto direto nos resultados que você obtém deles – seja a forma como você observa o dinheiro ou seu comportamento quando se depara com uma situação incerta.

Podemos fazer uma analogia direta do comportamento de uma águia e de uma galinha frente aos investimentos.

A galinha investidora 

A galinha investidora tem sempre uma postura medrosa, com o olhar para baixo; ela até tenta voar, mas não consegue.

Passa a maior parte da vida ciscando em busca de restos de qualquer coisa; se estiver presa em algum galinheiro, ela não está nem aí. Seu ninho é construído no chão e ela enxerga somente durante o dia.

A águia investidora

A águia investidora tem sempre uma postura corajosa, com o olhar muito amplo e uma visão muito refinada. Seu voo é muito alto.

É caçadora e não se alimenta de restos. Seu lema é a liberdade e ela não aceita ficar presa, construindo seu ninho nos mais altos penhascos. Mantem-se alerta tanto durante o dia quanto a noite.

eBook gratuito recomendado: 10 Atitudes para transformar sua Vida Financeira

Seja águia e voe!

Ser uma galinha investidora é correr desnorteado, gritando desesperadamente quando um cenário arriscado aparece.

Sobre a galinha investidora, sua essência é fraca e indefesa, e ela se sente ameaçada e com medo de perder dinheiro a todo momento. Suas perguntas preferidas são: “Onde investir para perder menos?” e “Onde investir para não perder?”.

A águia investidora é aquela que tem uma visão muito apurada do cenário e, mesmo sabendo dos riscos, foca nos potenciais ganhos, mantendo-se sempre alerta para os predadores. Suas perguntas preferidas são: “Onde e como posso ganhar mais?” e “Qual é o melhor investimento para o meu perfil?”.

Certo, mas se eu sou galinha, como faço para virar águia?

À medida que os filhotes de águia vão crescendo, a mãe águia vai retirando do ninho as penas e o capim, para que fiquem somente os espinhos e os gravetos.

Isso traz desconforto até que eles não têm outra opção, senão voar do ninho. Quando você está bem acomodado (“Ah eu vou deixar na poupança porque assim eu não tenho dor de cabeça”), você deixa de crescer financeira e pessoalmente.

Vídeo recomendado: O medo de empobrecer é paralisante! Fuja dele!

Conclusão

Estudar, fazer cursos, conversar com especialistas, pesquisar e arriscar são formas de retirar as penas e o capim do seu ninho. Eu posso te garantir: à medida que você adquire conhecimento, você quer crescer cada vez mais, levantando voos cada vez mais altos. Adquirir o vício de crescer é o melhor que você tem a fazer na vida!

Se você já entendeu a forma como um águia investidor pensa, seja visionário e pense onde você quer chegar nos investimentos. E lembre-se que qualquer jornada, por maior e mais complicada que pareça, começa com o primeiro passo.

Rodrigo Kenji Suzuki
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários