Home Empresas Walmart relança linha de roupas própria voltada para geração Z

Walmart relança linha de roupas própria voltada para geração Z

A linha de 130 itens incluirá roupas masculinas e femininas, roupas íntimas, calçados e um sutiã feito à base de plantas

por Reuters
3 min leitura

O Walmart (WMTWALM34) anunciou nesta quinta-feira que vai relançar uma marca própria voltada para a geração Z, a fim de competir com rivais e promover a venda cruzada de produtos aos clientes.

O Walmart relançará em julho sua linha de moda “No Boundaries“, de 30 anos de existência, oferecendo produtos populares entre a geração Z, como camisetas “oversized” e jeans largos, informou a vice-presidente executiva de moda do Walmart nos Estados Unidos, Denise Incandela, durante uma conferência em Nova York.

A marca gera 2 bilhões de dólares em vendas anuais para o Walmart.

Alvo na geração Z

A linha de 130 itens incluirá roupas masculinas e femininas, roupas íntimas, calçados e um sutiã feito à base de plantas, cujos enchimentos são feitos com 75% de cana-de-açúcar, segundo um porta-voz do Walmart.

Ela acrescentou que 80% dos produtos terão preços abaixo de 15 dólares, mas que isso também incluirá itens de 5 dólares, como camisetas estampadas, vestidos e shorts curtos.

“Estamos focando de forma significativa neste mercado-alvo da geração Z”, disse Incandela na conferência CommerceNext, acrescentando que o lançamento será impulsionado por uma grande campanha de marketing em plataformas como TikTok e Instagram.

Resultados do Walmart

O gigante varejista norte-americano elevou no mês passado a sua previsão de resultado para o ano inteiro e divulgou o balanço de primeiro trimestre melhor do que o esperado, apostando na redução da inflação para impulsionar a demanda por produtos essenciais e trazer uma recuperação nas vendas de itens de categorias com como vestuário e eletrônicos.

O Walmart afirmou que o total de vendas comparáveis nos EUA aumentou 3,9%, excluindo combustível, no primeiro trimestre fiscal encerrado em 30 de abril.

As transações médias aumentaram em um valor semelhante e as vendas unitárias também cresceram, disse o Walmart em um comunicado. Analistas, em média, esperavam crescimento de 3,15% nas vendas comparáveis nos EUA, de acordo com a LSEG.

O lucro ajustado por ação no primeiro trimestre foi de 0,60 dólar, superando a média de estimativas de 0,52. A receita total de 161,51 bilhões de dólares também veio melhor que o esperado.

O líder do varejo agora espera que as vendas líquidas consolidadas anuais aumentem no limite superior ou ligeiramente acima da previsão anterior de crescimento de 3% a 4%.

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.