Empreendedorismo digital: Brasil, a “Arroba” da vez!Tenho lido diversas matérias em publicações internacionais sobre o Brasil. Edições especializadas ou não em tecnologia, a voz geral diz que chegou a nossa vez. O Brasil deixou de ser apenas referência em Carnaval, o país da Amazônia, do futebol, das empresas internacionais, como Petrobrás, Embraer e Vale, que muito nos orgulham, para ser referência em tecnologia e mercado digital.

O Brasil já ocupa o sétimo maior mercado de TI no mundo. Os bancos brasileiros são os mais inovadores nessa área, nossas eleições são informatizadas (com o resultado saindo quase que instantaneamente), temos produtos, empresas e profissionais de destaque em todo o ecossistema da tecnologia mundial.

Exatamente por isso, em muito em breve o Brasil será um dos três centros globais de tecnologia para pesquisa e desenvolvimento no mundo, disputando essa posição com a India e China, perdendo apenas para os EUA e o Japão.

Por outro lado e apesar de todo esse “boom brazuca”, infelizmente ainda temos vários problemas: legislação tributária ultrapassada, leis trabalhistas impeditivas e pouco ou quase nenhum apoio governamental (Federal, Estadual e Municipal).

Para completar os desafios, li uma nota em que o Ministério do Trabalho informava que não estamos formando engenheiros e e bacharéis em ciências da computação com rapidez suficiente para atender este crescimento e demanda. Precisamos de gente qualificada e com boa formação.

Os empreendedores, no entanto, estáo fazendo cada vez melhor a sua parte e têm colaborado bastante com iniciativas independentes e projetos tão bons quanto os similares nos grandes centros no mundo. Isso também tem atraido cada vez mais a atenção de investidores para o Brasil.

Vamos em frente! Somos a bola da vez! [email protected] Brasil… ops… Arriba Brasil!

Até a próxima – @JoaoKepler.

Foto de sxc.hu.

João Kepler
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários

  • Realmente temos muitos problemas. Mas burocracias e falta de especialização não irão mudar este ano ou no ano que vem. O diferencial é que o brasileiro não se apóia em desculpas. Percebemos que, com tantas dificuldades, se obtermos sucesso com empreendimentos aqui, levá-lo para outras partes do mundo será fichinha.

  • Pingback: Empreendedorismo digital: Brasil, a “Arroba” da vez!()