28 fev Economia Vida Sustentável

Profissões do futuro: 10 empregos que estarão em alta em 2013

Profissões do futuro: dez empregos que estarão em alta em 2013. O melhor para sua carreira, salário e oportunidades de trabalho para o sucesso.

por Willian Binder
há 1 ano

Profissões do futuro: dez empregos que estarão em alta em 2013Muitas pessoas escolhem suas profissões com base apenas no retorno financeiro e nas oportunidades de trabalho, mas será essa a melhor maneira? É claro que esses dois pontos devem ser levados em consideração na hora de escolher uma carreira que, muito provavelmente, vai fazer parte de sua vida durante anos (talvez a vida toda), mas o que mais devemos considerar?

É bom lembrar que as profissões que estão em alta hoje podem não estar em bons momentos daqui a 10 anos. Sobretudo, seguir uma carreira de prestígio com mercado aquecido não garante o início de uma pequena fortuna.

É importante manter a mente limpa para identificar o caminho que o mercado está seguindo e, mais do que tudo, trabalhar muito. O sucesso não vem pela profissão escolhida, mas sim pelo trabalho realizado nas condições encontradas.

Segundo pesquisa desenvolvida por EXAME.com, é a primeira vez desde 2009 que os recrutadores estão mais cautelosos com relação aos meses que virão. De acordo com uma pesquisa da Manpower, apenas 29% dos executivos esperam aumentar seu quadro de funcionários no próximo ano – o índice de otimismo mais baixo nos últimos três anos.

A cautela ainda se deve ao baixo crescimento do PIB do Brasil. O indicador de atividade econômica apontou uma expansão de 1,64% no ano passado, novamente o pior desempenho desde 2009. Mas o cenário não está ruim para todos. Em algumas áreas específicas, a demanda por profissionais deve continuar alta. Confira abaixo dez profissões do futuro, ou dez carreiras que estarão em alta neste ano de 2013.

Engenheiro de produção
A exploração do pré-sal brasileiro faz com que a demanda por engenheiros de produção seja bastante alta. A especialidade desta área é importante para todas as etapas do processo. Além da formação técnica e bom nível de inglês, o profissional precisa ter perfil de liderança e saber trabalhar em grupo.
Salário: início de carreira é de R$ 5 mil ou R$ 6 mil e chega a R$ 25 mil e R$ 35 mil para profissionais com 10 e 15 anos de experiência.

Engenheiro agrônomo
Empresas multinacionais estão chegando ao mercado sucroalcooleiro no Brasil e isso fez com que as usinas brasileiras se mexessem. Até então, as empresas do setor seguiam modelos tradicionais de gestão tipicamente familiares, mas com o novo cenário tiveram que se profissionalizar. Os engenheiros agrônomos têm a responsabilidade de produzir mais com o menor custo, utilizando novas ferramentas tecnológicas.
Salário: varia de R$ 8 mil a R$ 16 mil.

Engenheiro eólico
Atualmente, o Brasil está na 20ª posição entre os maiores parques eólicos do mundo, mas as expectativas são as melhores possíveis. Até 2015, a capacidade instalada do parque eólico brasileiro deve alcançar os 8 gigawats, segundo a Empresa de Pesquisa Energética (EPE). Isso fará com que o país suba várias posições, podendo chegar a 10º lugar ainda em 2013. É notável, então, que seguir a carreira de engenharia eólica pode ser um bom negócio.
Salário: R$ 12 mil.

Engenheiro civil
A Copa do Mundo e as Olimpíadas aqueceram o setor da construção civil. Em 2012, foram criadas 95,7 mil vagas de empregos no setor brasileiro, marcando um crescimento de 3,02% em relação ao ano anterior. No entanto, Augusto Puliti, diretor da Michael Page, diz que ainda faltam profissionais com formação suficiente no país. O perfil do profissional requer uma formação técnica sólida, bom nível de inglês e habilidade de gestão.
Salário: início de carreira é R$ 5 mil ou R$ 6 mil e chega a R$ 25 mil e R$ 35 mil para profissionais com 10 e 15 anos de experiência.

Engenheiro naval
A estagnação no setor naval fez com que se criasse uma lacuna na formação e experiência de profissionais nesta área. Em contrapartida, há indícios de que o setor voltará a crescer em breve, como aponta Rafael Falcão, gerente da Hays. “Estamos vendo a retomada dos estaleiros, hoje eles estão com 100% de ocupação”, diz. O perfil do profissional também requer formação técnica sólida e bom nível de inglês.
Salário: início de carreira, R$ 5 mil ou R$ 6 mil. Para profissionais com 10 e 15 anos de experiência, chega a R$ 25 mil e R$ 35 mil.

CTO – Chief Technical Officer
Novas empresas na área de internet estão surgindo no Brasil e, por isso, cresce a demanda de CTOs, que são os responsáveis técnicos das áreas de tecnologia das empresas. Além de boa formação técnica e domínio do inglês, é preciso ter perfil empreendedor para trabalhar em um ambiente de constante transformação.
Salário: de R$ 20 mil a R$ 22 mil.

Especialista na área de mobile marketing
O setor de mobile marketing ainda está iniciando seu crescimento no país, mas tem tudo para viver um forte período de expansão nos próximos anos devido à popularização dos smartphones e outros dispositivos móveis, como tablets. As novas estratégias do Facebook para publicidade em aplicativos também chama atenção para o segmento.
Salário: indefinido.

Gestor de mídias sociais
O crescimento de mídias sociais no Brasil é de notável destaque. Desde os tempos em que o Orkut era a maior rede social no país, os brasileiros já se mostravam predispostos a usar esse tipo de site com avidez. Por isso, a criação de boas estratégias no meio digital tornou-se necessária para o sucesso das empresas que atuam na área.

Formação em marketing, relações públicas e jornalismo são bem-vindos para trabalhar na área, além dos requisitos tradicionais como inglês fluente, pró-atividade e espírito de liderança.
Salário: varia entre R$ 8 mil e R$ 15 mil, dependendo do porte da empresa.

Gerente de projetos
Os gerentes de projetos são essenciais para recuperar o tempo perdido pelas empresas no ano passado. Seja com formação em engenharia, TI ou administração, estes profissionais são responsáveis por montar a linha do projeto e gerenciar sua correta execução com muita habilidade em relacionamentos, gestão de prazos e capacidade de influenciar pessoas.
Salário: entre R$ 8 mil e R$ 12 mil.

Gerente de planejamento tributário
Empresas brasileiras iniciaram suas operações no exterior e fizeram nascer uma demanda por profissionais que entendam dos sistemas tributários estrangeiros. Além de entender muito bem o negócio em questão, os profissionais precisam de uma formação também no exterior e, claro, inglês fluente.
Salário: indefinido.

Escolha sua profissão com sabedoria
Essas foram algumas das “profissões do futuro” levantadas nesta pesquisa, mas muitas outras estão com crescimento na demanda. Ao escolher sua profissão, lembre-se de levar outros fatores em consideração, além do retorno financeiro e da oportunidade de trabalho. É preciso também se perguntar se há aptidão pela carreira que será seguida.

O que achou desta publicação? Você aprovaria mais artigos como esse, sobre profissões e carreiras em crescimento? Nossa discussão continua nos comentários.

Fonte: EXAME. Foto de freedigitalphotos.net.

Importante: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.
  • 100004096518755

    Engenharia <3

  • 100004096518755

    Engenharia <3

  • 100001527083743

    Nada contra o Blog DINHEIRAMA, mas aqui deixo minha revolta contra este tipo de matéria mentirosa, que só acaba servindo para o próprio desmerecimento das mesmas carreiras ai comentadas!

    Em primeiro lugar, carreira do ano, já é uma grande ofensa, ninguem faz carreira para um ano, sendo então o objetivo desta reportagem meramente publicitário!

    Em segundo, a todos estes engenheiros com mais de 10 anos de experiencia se lembram e passaram, no mínimo uma vez, de uma grande crise da engenharia, onde muitos foram forçados a ir ao mercado bancário em alta na época. Assim, retorno financeiro não deveria ser em nenhum momento fator diferencial para escolha de carreira.

    Depois, estes salários apresentados são meramente pontuais, temporários e não relacionado a atividade de engenharia. Tanto provo esta teoria que peço a EXAME ou DINHEIRAMA que apresente um numero representativo no universo de engenheiros formados, em quaisquer níveis de experiencia, que tenha juntado, como dito, “uma pequena fortuna” exercendo atividade de engenharia, veja bem: ENGENHARIA, não Administração e Gestão! Fortunas formadas sobre pranchetas de projetos, em sapatos sujos de terra e assinaturas de medições. A prova disto é tal fundamental que desconsideram, se assim fosse não haveriam matérias dizendo que faltam profissionais qualificados para tais cargos.

    Ainda, e para não restar dúvidas, me coloco a disposição das equipes EXAME e DINHEIRAMA e do diretor para Michel Pages para conseguir proposta de emprego neste padrão salarial indicados por vcs mesmo, com assinatura contratual superior a 5 anos e plano de carreira fundamentado para os próximos 20!

  • 100001527083743

    Nada contra o Blog DINHEIRAMA, mas aqui deixo minha revolta contra este tipo de matéria mentirosa, que só acaba servindo para o próprio desmerecimento das mesmas carreiras ai comentadas!

    Em primeiro lugar, carreira do ano, já é uma grande ofensa, ninguem faz carreira para um ano, sendo então o objetivo desta reportagem meramente publicitário!

    Em segundo, a todos estes engenheiros com mais de 10 anos de experiencia se lembram e passaram, no mínimo uma vez, de uma grande crise da engenharia, onde muitos foram forçados a ir ao mercado bancário em alta na época. Assim, retorno financeiro não deveria ser em nenhum momento fator diferencial para escolha de carreira.

    Depois, estes salários apresentados são meramente pontuais, temporários e não relacionado a atividade de engenharia. Tanto provo esta teoria que peço a EXAME ou DINHEIRAMA que apresente um numero representativo no universo de engenheiros formados, em quaisquer níveis de experiencia, que tenha juntado, como dito, “uma pequena fortuna” exercendo atividade de engenharia, veja bem: ENGENHARIA, não Administração e Gestão! Fortunas formadas sobre pranchetas de projetos, em sapatos sujos de terra e assinaturas de medições. A prova disto é tal fundamental que desconsideram, se assim fosse não haveriam matérias dizendo que faltam profissionais qualificados para tais cargos.

    Ainda, e para não restar dúvidas, me coloco a disposição das equipes EXAME e DINHEIRAMA e do diretor para Michel Pages para conseguir proposta de emprego neste padrão salarial indicados por vcs mesmo, com assinatura contratual superior a 5 anos e plano de carreira fundamentado para os próximos 20!

  • 100002475069960

    O que o a DINHEIRO.COM fala sobre mmn? Gostaria muito de saber a opinião.

  • 100002475069960

    O que o a DINHEIRO.COM fala sobre mmn? Gostaria muito de saber a opinião.

  • 100002475069960

    O que o a DINHEIRO.COM fala sobre mmn? Gostaria muito de saber a opinião.

  • 100001235058324

    Eu quero cinheirama!

  • 100000068409797

    Vcs esqueceram de especificar o Networking como fator fundamental para ascender na carreira, vejo isso acontecer rotineiramente na empresa onde trabalho. O curso superior, passa a ficar em um 2º plano. A pergunta a ser feita é a seguinte. Oque é mais importante, a capacidade ou o Networking? Abraços e até mais.

  • 100000068409797

    Vcs esqueceram de especificar o Networking como fator fundamental para ascender na carreira, vejo isso acontecer rotineiramente na empresa onde trabalho. O curso superior, passa a ficar em um 2º plano. A pergunta a ser feita é a seguinte. Oque é mais importante, a capacidade ou o Networking? Abraços e até mais.

  • 100003749486961

    ESSE SITE E MUITO BOM .MUITO INFORMATIVO, CONCERTEZA!

  • 100003749486961

    SÃO MUITAS PROFISSOES BOAS GOSTEI MUITO.

  • Lucas

    Adorei…acho que esse tipo de pesquisa ajuda pessoas que assim como eu estão em busca de uma boa colocação no mercado de trabalho !!!!

  • Luka Parma

    Gostaria de ressaltar que nunca vi um Engenheiro Eólico, quem trata da parte de geração, transmissão e distribuição de energia elétrica, seja ela provinda de qualquer fonte de energia, é o ENGENHEIRO ELETRICISTA.