Muitas pessoas tem o sonho de abrir seu próprio negócio. A facilidade de trabalhar em casa e não ter chefe atrai muitos brasileiros, porém é preciso ter muita disciplina e organização para trabalhar a partir do home office. Este tipo de trabalho não funciona para todos, mas pode funcionar para você.

Outro fator importante que requer atenção é ter controle financeiro bem estruturado, atualizado e que acople todas as possíveis variáveis do negócio. Cuidar das finanças do negócio em casa é ainda mais importante porque a facilidade de misturá-las com as contas pessoais é tentadora.

Neste primeiro momento, você deve estar pensando em quanto tem no banco e quanto investir, porém você deve pensar primeiro no que você irá fazer. Que tipo de produto vai criar? Que serviço prestar? É importante fazer algo que se identifique com você e em que você realmente seja bom!

Listamos algumas opções para você avaliar e ter ideias para o seu futuro negócio:

Corte e Costura

Este tipo de serviço era mais comum antigamente, porém nos dias atuais sempre precisamos de uma costura e um corte em algumas de nossas peças de vestuário. Esse serviço tornou-se difícil de encontrar e, portanto, pode ser uma oportunidade dependendo de onde você mora.

Se você sabe algo sobre corte e costura muito bem e quer se especializar em algo, há cursos profissionalizantes em todo o Brasil. Se você se interessou pela profissão, mas não sabe executá-la, cursos básicos também são facilmente encontrados, inclusive à distância.

Além dos serviços tradicionais associados à profissão, você pode desenvolver sua própria linha de peças, roupas e acessórios, vender tanto no varejo como no atacado.

Artesanato

Uma ótima opção para os criativos de plantão. O artesanato é uma forma de arte que vem se valorizando a cada ano. Peças exclusivas e materiais diferenciados são cada vez mais atrativos aos olhos do consumidor.

Produção de doces e salgados

Está profissão vive em ascensão no Brasil. Um país festeiro como o nosso sempre busca profissionais que oferecem os aperitivos das festas. A produção de doces e salgados por encomenda requer baixo investimento e o retorno é imediato.

Há, em várias cidades, cursos de aprendizado para quem deseja pertencer ao mundo das delícias e quitutes. Além disso, é muito comum encontrar alguém na família que tem um talento nato para delícias caseiras, mas que ainda não se deu conta de que pode ganhar dinheiro com isso.

Manicure em domicílio

A profissão de manicure é outra que vem se valorizando ano após ano. A valorização do profissional e a ascensão deste mercado fez com que as manicures ganhassem destaque no país.

O diferencial neste caso é ir até a cliente e oferecer pacotes diferenciados, de repente até mais baratos do que os oferecidos nos salões de beleza. Uma dica importante é utilizar o boca-a-boca para conquistar clientes e manter uma agenda fiel e bastante organizada.

Assistência doméstica

Esta profissão é sempre procurada, afinal quem nunca passou por um apuro em casa? Este profissional deve estar sempre a postos para atender uma urgência e ser eficiente no que faz.

Há vários segmentos de atuação, como: serviços hidráulicos, elétricos, marcenaria e serviços de encanamento, para ficar em alguns exemplos. Este tipo de serviço tem uma demanda crescente e, dependendo do que for realizado, o valor da consulta e assistência pode rendar lucros altos.

Reparo de computadores

Se você entende de informática e computadores, esta profissão é sua cara. Sempre precisamos formatar o computador ou instalar aplicativos e novas funções em nossos computadores e notebooks, por esta razão o profissional de informática sempre é importante e necessário para quem não entende nada sobre a máquina.

O bom desta profissão é que não é necessário um alto investimento em produtos e maquinário de apoio, além do que há várias escolas e cursos profissionalizantes que podem ajudá-lo a se tornar um profissional de qualidade.

Cuidador de animais

Para quem adora animais, este emprego pode ser uma terapia bastante lucrativa. Muitas pessoas e famílias procuram este tipo de serviço, pois muitas vezes seus animais ficam sozinhos o dia todo e outros necessitam de cuidados especiais e diários.

Cuidar de um animal requer organização, paciência e habilidade. Há cursos focados na área para quem deseja seguir esta profissão.

Profissional freelancer

Trabalhar como “freela” é muito comum nos dias de hoje. Um freelancer é um profissional que possui qualificações diversas e que oferece seus serviços por projeto, em uma espécie de consultoria (não há vínculo empregatício).

Há vários segmentos para quem deseja viver como uma freela: revisor de textos, redator de textos, tratamentos de fotos, produção de informes publicitários, vendedor online, editor de vídeos, curador, entre muitos outros. O indicado é procurar empresas que paguem bem por aquilo que você faz.

Blogueiro(a)

Muitas pessoas acreditam que ser blogueiro(a) é apenas uma diversão e um hobby. Porém, é possível viver de “Blog”. Se você gosta de escrever, é comunicativo e desinibido para gravar vídeos e entende sobre determinado assunto, um blog pode ser sua fonte de renda.

Faça cursos associados às principais plataformas (WordPress, por exemplo) e utilize as plataformas disponíveis para alavancar seu blog (mídias sociais, link building, SEO etc.). É possível lucrar com anúncios publicitários, visualização de vídeos no Youtube e por procuras no Google.

Perfumaria

Uma forma de obter renda é vender perfumes e cosméticos. Muitas pessoas vivem desta forma, mas é preciso força de vontade para formar uma clientela fiel e ter bom volume de vendas (o lucro vem da comissão, por isso é importante vender bastante).

Várias empresas nacionais e internacionais dispõem no mercado catálogos para vendas de produtos. Antes de fechar parceria com alguma empresa, observe as taxas a serem repassadas a ela e quais as condições dos negócios realizados.

Atenção para as finanças do negócio em casa

Há muitas outras funções e serviços disponíveis no mercado. Faça uma pesquisa e encontre algo que você goste e que dê um bom retorno financeiro. Por falar em lucro, novamente insisto que seu negócio precisa ter administração e controle financeiro decentes. Por esta razão é necessário avaliar alguns pontos:

  • Educação financeira, que significa ter o controle de suas contas pessoais em dia, afinal quem não consegue cuidar de suas próprias contas pode ter séria dificuldade de administrar um negócio;
  • Pró-labore. Esse item é extremamente importante, pois você deve separar suas contas e lucros pessoais das contas e lucros da empresa. Nunca se deve misturá-las;
  • Tenha um demonstrativo de resultados. Este item é importante, pois é nele que se analisa e planeja o quão bem ou mal está sua empresa. O indicado é formular uma planilha e controlar os custos e lucros todos os dias;
  • Entenda sobre o assunto. É importante você saber a diferença entre lucro, investimentos, despesas e faturamento, por exemplo. Outra dica é entender sobre os termos técnicos deste “ambiente”. Leia, pesquise e até procure ajuda para saber o que significa capital de giro e ponto de equilíbrio por exemplo;
  • Fique atento as dívidas. Procure sempre receber à vista e negociar um bom prazo para pagar seus fornecedores (gerenciar bem seu capital de giro é fundamental!). Caso isso não seja possível, fique atento à quantidade das parcelas financiadas e o saldo que sua empresa tem disponível. Caso você tenha entrado em uma dívida, coloque sempre como prioridade seu pagamento. Ter um negócio e viver só para pagar contas não dá;
  • Tenha seu orçamento na palma da mão. Lembre-se sempre de olhar com frequência seu orçamento, observar o quanto tem para entrar no caixa e o quanto tem para sair;
  • Atenção às compras. Compre sempre o que for necessário, não gastando com “besteiras”. Lembre-se que você está iniciando uma empresa e é importantíssimo evitar gastos desnecessários;
  • Reduza custos. Pense sempre em alternativas para reduzir os custos de seu negócio. Os custos incluem mão de obra, matéria prima e custos fixos como água, energia e telefone. Sempre que for possível, reutilize o mesmo material, contrate pessoas que façam várias coisas e fale menos ao telefone. Assim sua conta será pequena e o estresse também.

Como formalizar seu negócio

Agora que você já sabe o que fazer e como controlar suas finanças, é importante saber o que é preciso para “formalizar” seu negócio e quais as condições do governo neste sentido.

O Sebrae disponibiliza em seu site um guia de passos para abrir sua empresa. Lá é possível tirar dúvidas e entender sobre os processos de abrir um negócio próprio.

No ano passado, a presidente Dilma sancionou a lei complementar que universaliza o Supesimples. Com essa nova medida, que atualizou a Lei Geral da Micro e Pequena Empresa, o critério de adesão ao Supersimples passa a ser o teto anual de faturamento de R$ 3,6 milhões por ano.

Com esta lei, mais de 140 atividades e serviços, entre elas médicos, corretores, jornalistas e fisioterapeutas puderam se juntar ao Supersimples e passaram a pagar uma carga tributária diferenciada a partir de janeiro deste ano.

Além disso, a nova norma também ampara o Microempreendedor Individual (MEI), categoria que fatura até R$ 60 mil por ano, no caso de cobranças indevidas impostas por conselhos de classe.

Vale a pena se interar no Sebrae sobre todas as condições e deveres que você deve respeitar perante o Governo Federal. Assim você poderá trabalhar em casa com todos os seus diretos e deveres em dia.

Trabalhar em casa e ter seu próprio negócio é uma tarefa difícil, porém não impossível.  Seja organizado e tenha muita força de vontade. Lembre-se também de controlar e planejar seu orçamento e caixa. Com essas dicas, com toda certeza você terá um bom e próspero negócio. Sucesso e até a próxima!

Foto “Home office”, Shutterstock.

Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários

  • Ricardo de Miranda

    Nossa, Henrique! Que texto sensacional! Eu estava realmente preciso dele. Muito obrigado pelas orientações!
    Um abraço e tudo de bom pra você.

  • Alexandre Soares de Oliveira

    Boa matéria, parabéns pela iniciativa e em se tratando da gestão financeira, recomendo o ERP em Cloud ContaAzul ..

    Como funciona o ContaAzul?

    O ContaAzul é o melhor sistema de gestão online para micro e
    pequenas empresas. Com ele você controla seu financeiro, suas vendas,
    seu estoque e emite nota fiscal eletrônica sem complicação e a um preço
    justo: a partir de R$ 29,90/mês.

    Além disso, nosso atendimento “de primeira” está disponível para te ajudar gratuitamente por telefone, email e chat.

    ContaAzul Comece Agora ! Clique Aqui ! http://www.contaazul.com/parceiro?oid=54c4e345562ee

  • Emerson

    Mais um excelente trabalho Henrique. Parabéns e obrigado por nos educar.