Home Agronegócio Açúcar atinge pico de 2 meses e meio; café e cacau sobem

Açúcar atinge pico de 2 meses e meio; café e cacau sobem

Os comerciantes disseram que o mercado ainda estava digerindo o resultado do vencimento de julho, com a entrega sendo vista como grande

por Reuters
3 min leitura

Os contratos futuros de açúcar bruto na ICE subiram quase 2% nesta terça-feira, atingindo o maior preço em dois meses e meio, em meio à continuidade do clima seco no Brasil e após a grande entrega do contrato de julho, enquanto os contratos futuros de café e cacau também subiram.

Açúcar

O contrato outubro do açúcar bruto fechou em alta de 0,38 centavo de dólar, ou 1,9%, a 20,61 centavos de dólar por libra-peso. O contrato atingiu anteriormente 20,78, o preço mais alto desde 12 de abril.

Os comerciantes disseram que o mercado ainda estava digerindo o resultado do vencimento de julho, com a entrega sendo vista como grande, mas ligada ao interesse de alguns produtores em receber o produto, o que poderia indicar uma forte demanda do mercado.

As entregas totalizaram 21.277 contratos, ou quase 1,1 milhão de toneladas métricas.

“Isso implica uma forte demanda por açúcar bruto do Brasil. Os vendedores são incentivados a entregar agora, em vez de levar até outubro”, disseram os analistas da CTA em uma nota.

A previsão de chuvas para a próxima semana no Brasil desapareceu, portanto, é provável que o longo período de seca continue.

O açúcar branco de agosto caiu 0,3%, a 584,30 dólares a tonelada métrica.

Cacau

O cacau em Londres subiu 306 libras, ou 5,0%, para 6.476 libras por tonelada, recuperando-se após cair 3% na segunda-feira.

Os negociantes disseram que o mercado estava acompanhando de perto o clima na África Ocidental no período que antecede a próxima colheita da safra principal, que começa em outubro.

“O clima ficou favorável em alguns países, incluindo Gana e Nigéria, com uma combinação de chuvas e maior insolação, o que pode ajudar no crescimento das plantas. Em contraste, a Costa do Marfim testemunhou algumas chuvas fortes que interromperam as atividades de meio de safra”, disse o ING em uma nota.

Café

O café arábica subiu 2,45 centavos, ou 1,1%, para 2,273 dólares por libra-peso.

Os negociantes observaram que o aumento dos estoques na bolsa e a recente fraqueza da moeda do Brasil, o maior produtor, estavam ajudando a conter os preços, mas a persistência da estiagem no país suscita preocupações quanto à produção futura.

Os estoques certificados da ICE eram de 815.176 sacas em 1o de julho, contra 780.583 sacas um mês antes.

O café robusta de setembro subiu 0,6%, a 4.092 dólares por tonelada.

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.