Home Agronegócio Atrasado, plantio de soja do Brasil atinge 38,4% da área, diz Pátria AgroNegócios

Atrasado, plantio de soja do Brasil atinge 38,4% da área, diz Pátria AgroNegócios

"Têm se tornado comum os relatos de necessidade de replantio na região central do país", acrescentou ele.

por Reuters
0 comentário
Soja

O plantio de soja do Brasil de 2023/24 avançou para 38,41% da área total projetada, ante 52,31% na mesma época do ano passado e também registra um atraso em relação à média histórica de cinco anos para a época (44,94%) devido a chuvas irregulares, apontaram dados da consultoria Pátria AgroNegócios.

“Péssima semana para o plantio brasileiro… o avanço nacional teve o pior desempenho desde 2015 para esta mesma semana. Paralisações de plantio foram observadas no Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás e Tocantins por falta de chuvas”, afirmou o diretor da consultoria Matheus Pereira.

Além do mais, clientes da consultoria em Minas Gerais, oeste da Bahia e Piauí relatam que ainda não começaram os trabalhos de campo, quando, nesta época nos últimos cinco anos já estariam ativos no plantio.

“Têm se tornado comum os relatos de necessidade de replantio na região central do país”, acrescentou ele.

O replantio deve atrasar ainda mais os trabalhos, aumentando os riscos para a segunda safra de milho ou algodão, que ficaria com uma janela climática mais curta no Centro-Oeste.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Faça parte da rede “O Melhor do Dinheirama” com as melhores análises e notícias

Redes Sociais

© 2023 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.