Home Agronegócio Bancada ruralista do Congresso se organiza para derrubar vetos de Lula a marco dos pesticidas

Bancada ruralista do Congresso se organiza para derrubar vetos de Lula a marco dos pesticidas

"Vamos derrubar esses vetos, temos condições de fazer isso", disse o presidente da FPA, deputado Pedro Lupion (PP-PR)

por André Torres
0 comentário
(Imagem: Edilson Rodrigues/Agência Senado)

A Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) já se articula para derrubar no Congresso vetos presidenciais a projeto que estabeleceu um novo marco regulatório no lugar de legislação antiga para tratar da concessão de registro e comercialização de agrotóxicos e produtos de controle ambiental.

Texto publicado no site da frente informa que senadores e deputados da bancada ficaram insatisfeitos por considerarem que os principais pontos do projeto foram alvos de veto.

Um dos trechos que recebeu a negativa do presidente Luiz Inácio Lula da Silva previa que o Ministério da Agricultura iria concentrar o processo decisório de análise e liberação de produtos, sem envolver outras pastas como a da Saúde e a do Meio Ambiente e Mudança do Clima.

“Vamos derrubar esses vetos, temos condições de fazer isso”, disse o presidente da FPA, deputado Pedro Lupion (PP-PR).

Integrantes da bancada defendem o projeto que tramitou por mais de duas décadas no Congresso Nacional por considerá-lo um instrumento para desburocratizar e agilizar o processo de liberação para a utilização de novas substâncias agrotóxicas.

“Temos condições de fazer com que nossos produtores acessem os produtos que a Argentina, Estados Unidos e União Europeia já usam e aqui a burocracia faz com que tenhamos que esperar quatro, cinco ou até dez anos para que sejam aprovados. É uma modernização do sistema”, argumentou Lupion.

Sobre a centralização das reponsabilidades no Ministério da Agricultura, o deputado Luiz Nishimori (PSD-PR) explica que foi idealizada para “organizar e evitar três filas diferentes”, de acordo com a página da FPA.

“A centralização seria apenas para organização da fila de prioridade como é feita no mundo todo. As competências técnicas da Anvisa e do Ibama não serão afetadas”, disse Nishimori .

Críticos ao projeto, no entanto, consideram o marco perigoso e o apelidaram de “pacote do veneno”.

Segundo a FPA, há outros vetos presidenciais relacionados a embalagens de agrotóxicos e à unificação de taxas de registro.

O projeto teve a sua tramitação concluída no Congresso Nacional em novembro do ano passado, quando o Senado o aprovou de maneira simbólica, modelo de votação utilizado principalmente quando há acordo e os parlamentares entendem que não precisam disputar a aprovação ou rejeição da matéria voto a voto nominalmente.

O projeto foi sancionado com vetos por Lula em dezembro.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Mail Dinheirama

Faça parte da nossa rede “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2023 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.