O mundo do empreendedorismo é surpreendente. Uma vez que você entra, ou você ama ou você odeia. Ou você fica viciado nisso ou simplesmente abandona. Você entende que pode ir muito além do que algum dia pensou e trabalhar mais do que jamais imaginou.

Algumas das coisas mais surpreendentes que eu descobri foram os costumes de outros empreendedores de sucesso. Para todo artigo com o título de “costumes dos empreendedores de sucesso” que você ler, você pode ter facilmente esquecido algumas características fascinantes e curiosas de todos eles.

Aqui estão algumas das mais surpreendentes características que pude identificar na maioria dos empreendedores de sucesso.

Leitura recomendada: Cinco características das pessoas ricas e bem-sucedidas

1. Eles são autodidatas

Você pode pensar que ser um empreendedor garante vantagens frente a nós. Talvez eles tenham tido um mentor sagaz, um poderoso grupo de assessores ou somente alguma vantagem.

Na verdade, muitos dos empreendedores de maior sucesso são autodidatas. Pegue Bill Gates como exemplo. Slate o descreveu como um “autodidata, alguém compelido à aprender por ele mesmo, o que quer que precisasse saber”.

Elon Musk é outro exemplo. Musk é uma das maiores autoridades do mundo em foguetes. Quão nerd é essa especialização? O diploma de Musk de Wharton e UPenn não forneceram todo esse conhecimento. Então como foi que ele aprendeu isso tudo? De acordo com a Business Insider, “ele decorou livros inteiros”.

Se você está encarando a perspectiva de se tornar empreendedor, não deixe a falta de conhecimento te intimidar. Você pode aprender qualquer coisa que você precisa saber, de marketing digital a e-commerce.

2. Vivem na simplicidade

Todos nós já ouvimos história de “lixo ao luxo” de empreendedores famosos, lemos sobre seus incríveis iates e vimos fotos de seus carros exóticos.

O fato é que a maioria dos empreendedores vivem um vida frugal. Esqueça o carro do chefe. Mark Zuckerberg é conhecido por andar por aí com seu Acura, um carro que a maioria dos estudantes de universidade poderia comprar.

Jeff Bezos possui um patrimônio líquido equivalente na casa de bilhões de dólares; seu Honda Accord 1996 vale aproximadamente R$ 15 mil. Nós nem temos certeza se Travis Kalanick tem carro. Ele possivelmente roda por aí só em Uber.

Mark Cuban compartilha seu conselho sobre o estilo de vida simples do empreendedores: “Não importa onde você vive. Não importa como você vive. Não importa qual carro dirige. Não importa o tipo de roupas que veste.”  

Cuban parece até um pastor da autoridade, não olha através de seu patrimônio líquido equivalente a alguns bilhões para te convencer do contrário. Cuban sabe, no entanto, que quanto mais barato puder viver, maiores serão suas opções.

3. Tiveram trabalhos braçais

Jan Koum trocava pisos, dando seus ganhos para ajudar sua mãe a viver independente do auxílio do governo. Sua ascensão começou numa pequena vila na Ucrânia, numa casa sem energia elétrica ou amenidades modernas. Agora, Koum, co-fundador do WhatsApp, está confortavelmente sentado num patrimônio equivalente a R$ 28 bilhões.

Cuban já foi bartender e lavou pratos, ganhando salários irrisórios. Warren Buffett vendia jornais. Michael Bloomberg já foi atendente de estacionamento. Oprah Winfrey trabalhou como caixa numa mercearia. Jeff Bezos trabalhava num rancho. Você pegou a ideia.

Não pode sair do seu trabalho ainda? Não se preocupe. Você está em boa companhia.

Leitura recomendada: Humildade e mente aberta, fatores essenciais para aprender sempre

4. Eles devolvem

Em algum ponto, com muito dinheiro ou não, empreendedores percebem algo muito importante. Não é sobre o dinheiro! É sobre fazer algo que importe. É sobre investir numa causa maior que nós mesmos. É sobre se entregar a causas que importam.

Bill Gates poderia ter continuado a construir um império do software, mas começou uma fundação. O empreendedor Jason Wolfe, fundador da GiftCards.com, fez incursões no Haiti para entregar cartões de natal a crianças necessitadas.

Mark Zuckerberg planejou doar 99% das suas ações do Facebook. Não é só sobre impostos. É sobre uma vida bem vivida e melhorar a vida de outras pessoas.

5. Eles procuram a felicidade

Muito dos conselhos empreendedores de hoje resolvem problemas como “Faça o que ama” e “Faça o que te deixa feliz”. Mas, honestamente, você terá que fazer algumas coisas que você não gosta muito.

Por outro lado, você quer escolher uma vida de trabalho que lhe dê alegria. Se não for assim, qual o sentido disso tudo? O empreendedor serial Philippe Courtot, da Business Insider Most Powerful Person, entende a importância desse ponto: “Se eu tiver que dar um único conselho aos mais novos, seria: pare de fazer o que te deixa infeliz e foque no que realmente lhe satisfaz”.  

Em algum momento, você fará uma retrospectiva da sua vida. Se você gastar todo seu tempo perseguindo um trabalho que você odeia, você se arrependerá no futuro. Nem mesmo o dinheiro compensará, mas você pode pelo menos fazer algo que você realmente gosta, que é algo que dinheiro nenhum é capaz de comprar.

6. Eles são introvertidos

O estereótipo do empreendedor é o de uma pessoa extrovertida, que distribui por aí tapinha nas costas, é capaz de realizar vendas altíssimas, gosta de falar, é super inspirador e cheio de energia. Ou não.

Alguns dos mais bem-sucedidos empreendedores são o perfeito exemplo de introvertidos. Nessa lista de empreendedores introvertidos o The Wall Street Journal colocou Bill Gates, Steve Wozniak, Larry Page, Mark Zuckerberg, Marissa Mayer e Warren Buffett.

Como isso funciona exatamente? A líder da ciência dos introvertidos, Susan Cain, explica que sua coragem empreendedora vem de um foco misterioso. Eles intencionalmente pisam fora da ribalta, numa zona onde eles possam ficar mais produtivos e avançar mais rapidamente.

Como Gary Vaynerchuck escreveu: “Estamos nos dias de gloria para os empreendedores introvertidos. Por causa da tecnologia, eles estão construindo empresas de diversas formas, conversam com pessoas e fazem conexões no mundo dos negócios sem saírem de suas cadeiras”.

Então, sim, introvertidos são excelentes empreendedores.

Ebook gratuito recomendado:  Invista na educação financeira de seus filhos: Como falar sobre dinheiro com o seu filho

Conclusão

Você pode não pensar em si mesmo como um modelo de empreendedor, e isso está ok. Na realidade, não existe algo como o modelo ideal de empreendedor. Eles são simplesmente empreendedores. Eles podem parecer estranhos, diferentes, atrativos, não inspiradores ou simplesmente chocantes.

Colocando-os todos juntos sentimos aquela determinação empreendedora e paixão irretocáveis. Quais as coisas mais surpreendentes que você descobriu sobre empreendedores de sucesso?

Neil Patel
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários