Home Economia e Política CAE do Senado aprova 4 indicados pelo governo ao Cade

CAE do Senado aprova 4 indicados pelo governo ao Cade

O governo fez as indicações ao Senado para o Cade no dia 21 de novembro, em publicação no Diário Oficial da União

por Reuters
0 comentário

A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado aprovou nesta terça-feira os nomes de quatro indicados pelo governo para ocupar vagas de conselheiros do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), que seguem para votação final no plenário da Casa.

O colegiado aprovou os nomes do ex-chefe da Advocacia-Geral da União José Levi Júnior, na vaga decorrente do término do mandato de Luiz Augusto Azevedo de Almeida Hoffmann; a economista Camila Cabral Pires Alves, no lugar de Sérgio Costa Ravagnani; superintendente-adjunto do Cade Diogo Thomson de Andrade, na de Luis Henrique Bertolino Braido; e o consultor do Senado Carlos Jacques Vieira Gomes, na de Lenisa Rodrigues Prado.

A expectativa é que as indicações sejam votadas em plenário ainda nesta semana.

No início de novembro, reportagem da Reuters apontou que, sem um quórum mínimo, o tribunal do Cade está com as atividades paralisadas e, com isso, está travada a conclusão de operações bilionárias de compra e fusão de empresas.

O problema decorre do fato de que, com o fim do mandato de quatro anos de quatro conselheiros do órgão entre outubro e início de novembro, o Tribunal do Cade está com apenas três dos sete conselheiros da sua composição, o que impede a apreciação dos principais processos.

O governo fez as indicações ao Senado para o Cade no dia 21 de novembro, em publicação no Diário Oficial da União.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Mail Dinheirama

Faça parte da nossa rede “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2023 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.