Home Esportes Clubes da Arábia Saudita já gastaram quase US$ 1 bilhão na janela de transferências

Clubes da Arábia Saudita já gastaram quase US$ 1 bilhão na janela de transferências

Sauditas têm feito grandes investimentos em futebol, Fórmula 1, boxe, tênis e golfe nos últimos anos

por Reuters
0 comentário

Os clubes da Saudi Pro League (SPL) gastaram 957 milhões de dólares em jogadores na janela de transferências do final da temporada, de acordo com análise da Deloitte publicada nesta sexta-feira.

Os gastos da Arábia Saudita na janela de transferências, que fechou em 7 de setembro, excederam os gastos de quatro das “cinco grandes” ligas da Europa, com apenas a Premier League à frente da nação do Oriente Médio.

Os valores marcam a primeira vez desde 2016 que outra liga internacional gastou mais do que qualquer uma das “cinco grandes” da Europa durante uma janela de transferência de futebol”, disse Izzy Wray, do Grupo de Negócios Esportivos da Deloitte.

“O futebol europeu continua sendo a referência em todo o mundo, e o investimento saudita no esporte desviará seu foco para a infraestrutura, para elevar o nível do futebol asiático.”

Aposta forte no futebol

Neste ano, o Fundo de Investimento Público Saudita (PIF) anunciou um Projeto de Investimento e Privatização de Clubes Esportivos envolvendo os campeões da liga Al-Ittihad, Al-Ahli, Al-Nassr e Al-Hilal, com uma série de jogadores de alto nível se transferindo para a liga.

O PIF detém 75% de cada um dos quatro clubes, enquanto suas respectivas fundações sem fins lucrativos detêm 25% de cada um.

A maior transferência dessa janela veio do clube mais bem-sucedido da Arábia Saudita, o Al-Hilal, que gastou 90 milhões de euros para trazer o astro brasileiro Neymar do Paris St Germain.

Além de Neymar, o time também gastou muito dinheiro para contratar Aleksandar Mitrovic, Kalidou Koulibaly, Ruben Neves e Sergej Milinkovic-Savic.

O Al-Ittihad, campeão da Saudi Pro League, contratou Karim Benzema, N’Golo Kanté e Fabinho, enquanto o Al-Nassr, de Cristiano Ronaldo, investiu em Otávio, Sadio Mané, Aymeric Laporte, Marcelo Brozovic e Alex Telles.

O Al-Ahli, que retornou à Pro League depois de uma temporada na segunda divisão, também fez uma série de contratações, incluindo Gabri Veiga, Riyad Mahrez, Roberto Firmino, Edouard Mendy, Alain Saint-Maximin e Merih Demiral.

“Com o poder de compra da SPL já ultrapassando alguns dos ‘cinco grandes’ da Europa, resta saber o impacto que isso terá na composição do futebol de elite para as gerações futuras”, disse Wray.

Tentativa frustrada

Apesar de todos os seus gastos, a SPL ainda perdeu alguns de seus maiores alvos. Mohamed Salah, do Liverpool, era um alvo do Al-Ittihad, que teria feito uma oferta de 150 milhões de libras (187,10 milhões de dólares) ao clube da Premier League, enquanto as ambiciosas ofertas do Al-Hilal por Lionel Messi e Kylian Mbappé não se concretizaram.

A Arábia Saudita tem feito grandes investimentos em futebol, Fórmula 1, boxe, tênis e golfe nos últimos anos.

Os críticos acusam a Arábia Saudita de usar o PIF para promover “lavagem esportiva” diante das fortes críticas ao histórico de direitos humanos do país.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Assine a newsletter “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.