Home Economia e Política Como funciona o piso salarial das profissões

Como funciona o piso salarial das profissões

O piso salarial também é sempre superior ao valor do salário mínimo nacional que em 2023 é de R$1.320

por Blog do Serasa
0 comentário
(Imagem: freepik/@ katemangostar)

O piso salarial é uma ferramenta que busca garantir ao trabalhador o direito de receber uma remuneração mínima adequada a suas atividades profissionais.

Também é um meio de evitar a exploração e a desigualdade salarial entre seus pares, já que, uma vez estabelecido o piso salarial, nenhum profissional poderá receber menos que ele.

Saiba como funciona o piso salarial e confira a tabela de valores de algumas categorias em 2023.

O que é o piso salarial

O piso salarial é o valor mínimo que os profissionais de uma categoria podem receber pela sua jornada de trabalho.

Ele pode abranger uma profissão, um grupo de profissões em comum e até os trabalhadores de uma empresa em específico.

O valor também varia. Não só de acordo com cada profissão, mas também entre cidades e estados, pois a realidade econômica e o custo de vida se diferem muito em cada região brasileira.

Quem trabalha em determinada área em São Paulo, por exemplo, terá um piso salarial maior que profissionais que fazem a mesma coisa em outros estados. Afinal as despesas básicas geralmente são mais altas em São Paulo.

O piso salarial também é sempre superior ao valor do salário mínimo nacional que em 2023 é de R$1.320. Além disso, ele é obrigatório para as empresas.

(Imagem: Reprodução/carlitocanhadas/Pixabay)
(Imagem: Reprodução/carlitocanhadas/Pixabay)

O empregador que paga menos que o mínimo a um funcionário corre o risco de ter de enfrentar processos trabalhistas e arcar posteriormente com as diferenças de salário e outras verbas contratuais, como FGTS, férias, décimo terceiro e multas.

Como funciona o piso salarial

O piso salarial é definido por meio de negociações entre as empresas do setor e os sindicatos que representam cada categoria de trabalho a maioria de abrangência regional.

O valor é atualizado todos os anos para acompanhar a inflação e as mudanças nas condições econômicas.

A época do ano em que isso acontece varia para cada profissão ou atividade: alguns profissionais recebem o reajuste logo em janeiro, outros ao longo do ano.

No entanto, quando empresas e sindicatos não entram em acordo, o impasse é resolvido por meio de ações ajuizadas na Justiça do Trabalho em geral, por iniciativa do sindicato que atua em nome do trabalhador.

É o chamado dissídio coletivo de trabalho, em que a decisão para os conflitos é dada por sentença judicial.

Em determinadas profissões, no entanto, o reajuste do piso salarial não ocorre por meio de negociação.

Em alguns casos, ele é estabelecido por leis federais, fazendo com que o piso salarial tenha validade para todos os profissionais do país.

É o que acontece, por exemplo, com engenheiros, arquitetos, químicos, agrônomos e médicos veterinários, que se submetem às regras da Lei 4.950-A/1966.

No caso dessas profissões, o reajuste anual acompanha o aumento do salário mínimo, já que a legislação determina que profissionais com mais de quatro anos de experiência terão um piso equivalente a seis vezes o salário mínimo vigente.

Além disso, nem todas as categorias profissionais têm piso salarial. É assim com os assistentes sociais, turismólogos, chefs de cozinha, designers gráficos e publicitários, por exemplo.

Isso significa que a remuneração mínima para essas categorias é baseada no salário mínimo nacional.

O piso salarial das principais profissões

Para saber qual é o piso salarial de cada profissão em cada região do estado, o ideal é consultar os sindicatos ou conselhos vinculados a ela. Em geral, tais instituições costumam informar os valores em seus sites. 

Confira na tabela a seguir o piso salarial de algumas profissões em 2023, com base no estado de São Paulo:

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Mail Dinheirama

Faça parte da nossa rede “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2023 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.