Discute-se muito, principalmente nos meios de comunicação, a necessidade de crescer profissionalmente e de empreender – são várias as matérias dando dicas de como realizar tais façanhas no mercado competitivo dos dias de hoje. O esforço é muito válido, mas a realidade é que, seja como empregado ou dono do seu próprio negócio, também é muito importante, dentre outros fatores, manter-se atualizado, possuir experiência e sustentar bons relacionamentos pessoais e profissionais.

Para tentar fugir um pouco desses modelos pré-estabelecidos e dos chavões da moda, discutirei a importância desses assuntos abordando o meu exemplo pessoal, de como tenho buscado ser um empreendedor e “criar novas oportunidades”. Um pouco de minhas atitudes talvez seja o suficiente para que, juntos, possamos construir um futuro profissional mais interessante.

A importância de obter e manter bons contatos

É muito difícil contestar o ótimo retorno que bons contatos podem nos trazer, não é mesmo? Mas como é que o tão famoso networking realmente funciona? Vamos discutir o meu exemplo – que é simples, mas funciona como ilustração para este assunto tão vasto.

Iniciei a minha vida profissional em uma empresa júnior, sem qualquer remuneração ou limite para a carga horária de trabalho. Desde o começo, achei interessante a idéia de fazer contato com pessoas que pudessem, um dia, me fazer uma proposta de emprego, estágio ou trabalho. E, claro, que pudessem compartilhar comigo informações úteis para futuras negociações ou para minha vida profissional em geral.

Por isso, a todo o momento em que estive nas áreas de marketing e eventos busquei conhecer outras empresas e estabelecer, cada vez mais, um contato com seus líderes. Uma das minhas tarefas enquanto colaborador da empresa júnior sempre foi prospectar novos clientes e novos patrocinadores, de forma que nossos eventos pudessem ser realizados gerando uma maior visibilidade para o nosso trabalho dentro da região em  que a empresa está.

Em suma, os eventos funcionavam como uma vitrine – não só para a empresa, mas para mim também, que sempre busquei tirar proveito dessas situações para demonstrar meu potencial e meus trabalho. Assim, durante o tempo em que me dediquei a este segmento, fiz visitas em indústrias da região, conheci líderes de empresas e recebi alguns convites.

Um deles não podia ser melhor. Um convite para escrever no Dinheirama, feito pelo idealizador do projeto, Conrado Navarro, após uma simples parceria de trabalho pela mesma empresa júnior. Desse dia em diante, a visibilidade das minhas características profissionais e da minha vontade em aprender só tem aumentado, além da oportunidade de discutir assuntos importantes como este de hoje, o que é ótimo para mim!

Enquanto isso…

Ao passo que eu estudava e me desenvolvia na empresa júnior, fui atrás de mais aprendizado: fiz muitos cursos, assisti palestras, participei de comitês em que estavam presentes grandes executivos, fiz mais visitas técnicas a algumas empresas e etc. Andei, perambulei, telefonei, conversei e escrevi muito. Ufa. E ainda faço e farei muito disso com a mesma energia.

Eu tentei (e tento) não ficar parado. Dediquei-me a buscar novas oportunidades, sempre ao máximo que podia. Ao fim do ano de 2008, recebi a noticia de que havia sido aprovado para estagiar em uma grande empresa durante as minhas férias de verão. E, o que é melhor, em minha cidade natal.

Fiquei muito feliz, sem entender como que havia conseguido tal feito: eu, tão jovem e com tão pouco tempo de faculdade, já faria estágio em uma grande corporação. Nesse momento, olhei para trás e percebi como foram importantes as escolhas que fiz, deixando de lado muitas coisas que me davam prazer para, com muito esforço, conseguir me desenvolver.

E a experiência?!

Todas essas atividades (empresa júnior, cursos, comitês, palestras e estágio) têm servido para me dar a experiência que preciso para ir além e adquirir cada vez mais experiência e novas habilidades. Experiência que gera experiência. Toda a energia gasta no meu crescimento pessoal e profissional vem sendo recompensada.

Dessa forma, após ter falado tanto sobre mim, tanto sobre o quanto aprendi e como isso me ajudou a crescer, convido você a deixar o seu depoimento no espaço de comentários deste artigo. Fale de como foi (ou está sendo) este seu processo de desenvolvimento profissional. Você tem buscado empreender durante o seu dia-a-dia? Como?

Caso ainda tenha dúvidas sobre o assunto empreendedorismo, convido você a dar uma olhada no texto intitulado “Seja Empreendedor por apenas R$ 9,90. Aproveite!”, aqui mesmo no Dinheirama. Obrigado pela leitura. Até a próxima!

Foto “networking”, Shutterstock.

Avatar
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários