Home Empresas De Amazon a McDonald’s, fortes balanços mostram resiliência do consumidor nos EUA

De Amazon a McDonald’s, fortes balanços mostram resiliência do consumidor nos EUA

Um aumento de 4,9% no Produto Interno Bruto dos EUA no terceiro trimestre destaca ainda mais a saúde do consumidor.

por Reuters
0 comentário

Em um trimestre forte em termos de lucros, as grandes ações do setor de consumo se destacaram ainda mais, graças aos resultados de McDonald’s (MCD) (MCDC34), Chipotle Mexican Grill e outros que estão entre as maiores surpresas do ciclo de relatórios até agora.

Cerca de metade das empresas do S&P 500 divulgaram resultados até agora, com mais de 77% excedendo as expectativas.

Mas desse grupo, as empresas de consumo discricionário têm sido a maior surpresa, superando em média as estimativas de lucro por ação em 19%, de acordo com dados da LSEG I/B/E/S.

As empresas voltadas para o consumidor se beneficiaram da manutenção de preços de venda mais elevados e de uma queda constante nos custos das matérias-primas, o que ajudou a impulsionar as margens de lucro.

As ações discricionárias têm se saído bem em 2023, provando sua resiliência em um momento em que as expectativas de uma desaceleração econômica nos EUA são elevadas.

Um aumento de 4,9% no Produto Interno Bruto dos EUA no terceiro trimestre destaca ainda mais a saúde do consumidor.

Incluindo os ganhos desta segunda-feira, o índice de consumo discricionário do S&P 500 subiu quase 19% este ano, superando em muito o S&P 500 mais amplo, que subiu quase 8%.

O McDonald’s se beneficiou da queda nos custos no atacado, uma vez que o seu lucro por ação ajustado ficou em 3,19 dólares, em comparação com estimativas de consenso de 3 dólares por papel. A empresa disse que a redução nos custos de commodities como vegetais e proteínas ajudou as margens.

(Imagem: Divulgação/ McDonald's)
(Imagem: Divulgação/ McDonald’s)

No total, 251 empresas do S&P 500 reportaram resultados, com 77,7% superando as expectativas dos analistas, ante uma média de 67% em um trimestre típico, de acordo com dados da LSEG.

Entre os outros nomes do setor de consumo discricionário que superaram as expectativas estão Amazon, Hilton Worldwide Holdings e Royal Caribbean.

“(O que) estamos observando é que as pessoas que estão recebendo salários mais altos, à medida que os salários aumentam, estão gastando quase todo esse aumento”, disse Brian Mulberry, gestor de carteira de clientes da Zacks Investment Management. “Isso reflete para nós um nível bastante alto de confiança por parte do consumidor.”

Embora a maioria das empresas tenha destacado a resiliência da demanda do consumidor, alguns analistas também disseram que as expectativas eram baixas no terceiro trimestre devido aos efeitos colaterais da inflação ainda elevada.

“Não acredito que os gastos do consumidor tenham impulsionado essas superações. Acredito que foi mais o aumento de preços e um consumidor resiliente, que foi capaz de manter esse ritmo em um momento em que a renda discricionária está sob pressão”, disse Gerald Pascarelli, analista da Wedbush.

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.