Existem hoje, no Brasil, quase nove milhões de micro e pequenas empresas. Essas pessoas deixaram de ser empregados e passaram a ser os donos do próprio negócio. Mas, por que decidiram empreender? Ou ainda, o que é empreender?

Para responder essas questões, o Dinheirama e a Zeropaper uniram forças para oferecer a você uma série de artigos sobre as finanças pessoais do empreendedor e, claro, como fazer da melhor forma o controle financeiro de sua micro e pequena empresa.

Serão ao todo quatro artigos e um material bônus inteiramente gratuito: no final da série de um artigo por semana vamos oferecer a oportunidade de baixar gratuitamente um eBook que servirá de material para estudo.

Hoje vamos falar das preocupações financeiras que o aspirante a empresário precisa ter com ele próprio e sua vida financeira, afinal manter as contas em dia e cuidar bem da gestão financeira pessoal é tão importante quanto dar atenção ao aspecto financeiro do negócio que se deseja abrir.

A verdade é que os novos negócios nem sempre dão o retorno esperado tão rapidamente, então é bom ter condições de manter o padrão de vida sem contar desesperadamente pelo lucro da empresa.

Entendendo o empreendedorismo

Vejo muitas pessoas comentando que não levam jeito para empreender. Será mesmo? Entendo que para empreender, duas coisas são importantes: aprendizado e atitude. Se você quer que o seu empreendimento alcance bons resultados, é importante estudar, aprofundar-se e manter-se sempre atualizado em relação às práticas de gestão, liderança, vendas e concorrência.

Ser empreendedor é mais do que uma profissão, é um estilo de vida, trata-se de uma escolha embasada e pautada por comportamentos. Por exemplo: um funcionário que faz mais do que sua obrigação para entregar um serviço de qualidade pode ser considerado um empreendedor.

Empreender, portanto, não é uma característica exclusiva de quem tem um negócio próprio. Empreender nada mais é do que realizar determinadas ações para alcançar um objetivo.

Você quer empreender?

Se você está pensando em montar um negócio, saiba que empreendedorismo e imediatismo não combinam. Você precisa planejar suas ações (não confunda fazer planos com planejamento), se empenhar, programar a “virada” e ter paciência para construir e colher os resultados.

Dito de outra forma mais direta, você terá que se esforçar muito para alcançar as suas metas. Como garantir que haverá energia e disposição para empreender com sucesso? É fundamental se identificar com negócio que pretende começar. Isso é bem óbvio: se você é apaixonado pelo que faz, tem mais motivação para trabalhar.

Leitura sugerida: Quer empreender? Sete motivos para ser um empreendedor

Características de um empreendedor

Toda empresa pode passar por altos e baixos. Aliás, toda empresa passa por altos e baixos. Muitas pessoas comuns desistem no primeiro sinal de dificuldade, enquanto o empreendedor acredita que o fracasso é só mais uma oportunidade de aprender, melhorar e ir além do que já foi feito e conquistado.

O empreendedor é uma pessoa proativa, alguém que tem iniciativa e “acabativa” (vai até o fim). Por isso, apresenta uma capacidade de liderança incomum e que muitas vezes é um dos maiores ativos da empresa. Essa liderança faz com que os funcionários se tornem, antes de tudo, seguidores dispostos a caminhar junto com o negócio.

Leitura sugerida: 6 Livros que todo empreendedor deve ler

Aspectos a considerar para abrir o próprio negócio

Você já pensou que abrir um negócio pode ser uma forma de investir aquele dinheiro que está parado? Se a sua empresa cresce, o valor que você investiu também aumenta. Garantias de que isso vai acontecer? Esqueça.

Se você quer empreender abrindo um negócio próprio, saiba que terá de assumir riscos. A boa notícia é que à medida que o seu empreendimento alcança resultados positivos, a incerteza vai diminuindo e as oportunidades crescem (em perspectiva, potencial e retorno financeiro).

Cabe lembrar que é possível minimizar os riscos fazendo um bom planejamento, tendo muita organização e controlando bem os seus recursos. Por isso é fundamental garantir que o controle financeiro da empresa esteja sempre em ordem e seja uma prioridade, tarefa facilitada pelo nosso parceiro www.zeropaper.com.br (clique e conheça).

Jamais misture as finanças pessoais com as da empresa

Antes de ser um empreendedor, todo mundo é ser humano. E todos nós estamos sujeitos a passar por dificuldades, crises e imprevistos na vida pessoal e profissional. É fundamental que o empreendedor esteja preparado para superar esses momentos sem que precise recorrer ao dinheiro da empresa, afinal as finanças pessoais nunca devem ser misturadas com as da empresa (esse é um erro que custa muito caro!).

O melhor caminho é sempre estabelecer com coerência o padrão de vida da família e ter o equivalente a 10 meses de renda mensal guardados para se manter. Uma boa opção para guardar esse dinheiro é a caderneta de poupança, já que possui liquidez imediata e não tem a incidência de taxas e impostos.

Leitura sugerida: 3 Atitudes para manter as finanças do empreendedor em dia

Investir também é importante

Todo investidor tem o sonho de transformar sua empresa em um negócio de muito sucesso. Acontece que a vida não pode ser apenas isso, e o empreendedor precisa pensar também no futuro e nas suas conquistas pessoais. Neste sentido, é fundamental não se esquecer de planejar os objetivos de curto, médio e longo prazo.

A escolha dos investimentos depende dos objetivos, dos valores e perfil de cada um. Em geral, quanto mais tempo pela frente, maior pode ser a exposição aos investimentos com maior risco (e maior potencial de retorno).

A caderneta de poupança é um ótimo destino para a reserva de emergências, mas só pra isso. Para o investidor que pretende alcançar objetivos específicos, existem opções muito mais vantajosas em termos de rentabilidade e segurança. O exemplo mais claro dessa realidade chama-se Tesouro Direto.

Através do Tesouro Direto, o investidor consegue comprar títulos públicos com valores baixos e que hoje oferecem rentabilidade muito mais atraentes do que a poupança.

Leitura sugerida: Tesouro Direto: como investir, rentabilidade, vantagens e características

Conte com o Dinheirama e a Zeropaper

Agora que você já se interessou pelo tema e chegou até aqui, deve ter percebido que cuidar das finanças da empresa e das finanças pessoais são tarefas bastante parecidas. A receita de respeitar o orçamento e caminhar sempre buscando bons resultados para investir deve ser uma constante.

Para ter cada vez mais acesso a informações de qualidade, é só continuar acompanhando nosso trabalho por aqui. Se você quer controlar a parte financeira de seu pequeno negócio, a ZeroPaper criou um sistema simples e intuitivo: acesse www.zeropaper.com.br e experimente!

Está pronto para encarar o desafio de empreender? Na próxima semana vamos oferecer dicas para quem quer ter um negócio próprio. Obrigado e até lá!

Foto “Entrepreneur”, Shutterstock.

Ricardo Pereira
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários