Home Empresas Ford exclui previsões para 2023 e alerta para resultados de veículos elétricos

Ford exclui previsões para 2023 e alerta para resultados de veículos elétricos

O sindicato e a Ford chegaram a um acordo provisório na quarta-feira, que incluiu um aumento salarial de 25% para 57 mil trabalhadores

por Reuters
3 min leitura

A Ford Motor retirou sua previsão de resultados para o ano inteiro nesta quinta-feira devido à pendência de ratificação de seu acordo com o sindicato United Auto Workers (UAW), fazendo com que as ações da empresa caíssem 4% nas negociações pós-mercado.

O sindicato e a Ford chegaram a um acordo provisório na quarta-feira, que incluiu um aumento salarial de 25% para 57 mil trabalhadores ao longo de quatro anos e meio, encerrando a greve em algumas das maiores fábricas da montadora.

O prejuízo econômico total decorrente das greves nas três grandes montadoras de Detroit chegou a 9,3 bilhões de dólares, disse a consultoria Anderson Economic Group no início desta semana.

A Ford também informou nesta quinta-feira que sua unidade de veículos elétricos sofreu uma perda maior do que o esperado, no terceiro trimestre, no lucro antes de juros e impostos, de 1,3 bilhão de dólares.

(Imagem: Reprodução/REUTERS/Wolfgang Rattay/Arquivo)
(Imagem: Reprodução/REUTERS/Wolfgang Rattay/Arquivo)

A empresa havia previsto prejuízo anual de 4,5 bilhões de dólares para a unidade Ford Model e.

Segundo a Ford, seu negócio de veículos elétricos tem enfrentado preços e lucratividade “fortemente comprimidos”, e seus clientes não estão dispostos a pagar mais por veículos elétricos ante modelos semelhantes híbridos e movidos a combustão.

A receita do terceiro trimestre da Ford subiu 11%, para 44 bilhões de dólares, com lucro de 1,2 bilhão de dólares, contra prejuízo de 827 milhões de dólares no mesmo período do ano passado.

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.