Home Economia e Política Haddad confirma limitação em 100% do juro acumulado do crédito rotativo

Haddad confirma limitação em 100% do juro acumulado do crédito rotativo

De acordo com Haddad, continuarão a valer as regras normais do cartão de crédito

por Reuters
0 comentário

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, afirmou nesta quinta-feira que o Conselho Monetário Nacional (CMN) confirmou o teto de 100% para os juros cobrados no rotativo do cartão de crédito, conforme definido em lei aprovada pelo Congresso.

“Hipoteticamente, suponha que uma pessoa contrate uma dívida de 1 mil reais no cartão de crédito e não pague. Ela estaria sujeita a quase 500%… 450% de juros, no ano”, citou Haddad, em entrevista a jornalistas na portaria do ministério, em Brasília. “Hoje (com essa medida), isso não vai poder exceder 100%”, completou.

Haddad pontuou que, com isso, a dívida do rotativo não poderá aumentar mais do que o valor original da própria dívida.

“O juro acumulado do rotativo tem uma trava, tem um teto, que é de 100%, ou seja, exatamente no valor da dívida”, disse.

De acordo com Haddad, continuarão a valer as regras normais do cartão de crédito, do rotativo, sendo que a única mudança será justamente a limitação dos juros.

“Pelo menos, (agora) temos um limitador daquilo que parecia aos olhos da população muito abusivo”, acrescentou.

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.