Home Mercados Ibovespa: veja os 11 destaques do fechamento de hoje; Gol tem a maior queda 

Ibovespa: veja os 11 destaques do fechamento de hoje; Gol tem a maior queda 

O Ibovespa caminha para a melhor performance mensal em três anos, com o ganho acumulado até o momento alcançando 11,5%

por Reuters
0 comentário
(Imagem: Facebook/GOL Linhas Aéreas)

O Ibovespa (IBOV) fechou em baixa nesta quarta-feira, após superar 127 mil pontos pela primeira vez desde 2021, em meio a movimentos de realização de lucros, mas ainda caminha para o melhor desempenho mensal em três anos, apoiado na expectativa de que o Federal Reserve encerrou o ciclo de alta de juros nos Estados Unidos.

Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa caiu 0,29%, a 126.165,64 pontos. Na máxima do dia, chegou a 127.388,15 pontos, maior patamar intradia desde 16 de julho de 2021.

Na mínima, atingiu 126.017,97 pontos. O volume financeiro somou 22,3 bilhões de reais.

Com tal desempenho, o Ibovespa caminha para a melhor performance mensal em três anos, com o ganho acumulado até o momento alcançando 11,5%.

Tal movimento tem sido apoiado principalmente pelo retorno do capital externo para a bolsa, com o saldo no mês positivo em 17,4 bilhões de reais até o dia 27.

Em Wall Street, o S&P 500 fechou nesta sessão com decréscimo de 0,09%, enquanto o rendimento do Treasury de 10 anos marcava 4,2629% no final da tarde, ante 4,336% na véspera cada vez mais distante da máxima do ano, quando chegou a 5%.

Na agenda do dia, dados forneceram sinais encorajadores sobre a economia dos EUA, com o PIB crescendo a uma taxa anualizada de 5,2% no terceiro trimestre, enquanto a inflação estava tendendo para baixo, o que ofuscou a contratição em declarações de autoridades do Fed.

De acordo com o analista Luis Novaes, da Terra Investimento, dada a reação dos Treasuries, prevaleceu a visão de que a economia dos EUA segue forte e o pouso suave deve ser alcançado após o aperto monetário, e não o entendimento de que o Fed pode voltar a subir os juros ou mantê-los altos por mais tempo.

“Desta forma, o mercado segue inclinado ao risco, favorecendo os ativos emergentes”, acrescentou, ponderando que, eventualmente, haverá correções, como ocorreu nesta sessão.

Destaques

Petrobras (PETR4) recuou 1,04%, a 35,23 reais, mesmo com a alta dos preços do petróleo no exterior, com o Brent subindo 1,7%, a 83,10 dólares o barril. Em novembro, a ação ainda acumula um ganho de mais de 5%

RD (RADL3) caiu 4,19%, a 28,33 reais, experimentando ajustes após duas altas seguidas, em que acumulou ganho de 4,4%. Em novembro, ainda contabiliza uma valorização de 9,8%.

MRV (MRVE3) perdeu 4,64%, a 9,66 reais, devolvendo boa parte da alta da véspera, quando fechou com acréscimo de 5,4%. O índice do setor imobiliário da B3 (B3SA3) cedeu 0,78%.

GOL (GOLL4) cedeu 5,16%, a 9,01 reais, tendo no radar relatório de analistas do Citi cortando a recomendação da ação para “venda/alto risco”, avaliando que a parte operacional da empresa está boa, mas a estrutura de capital não.

Lojas Renner (LREN3) avançou 4,14%, a 16,09 reais, renovando máxima desde meados de setembro. O papel, contudo, ainda acumula queda de cerca de 19% em 2023.

Braskem (BRKM5) valorizou-se 2,25%, a 20,45 reais, endossada por relatório de analistas do UBS BB elevando a recomendação da ação para “neutra” ante “venda”, bem como o preço-alvo de 20 para 22 reais. Investidores também continuam na expectativa sobre o destino da participação de controle da Novonor na petroquímica.

Vibra (VBBR3) subiu 3,48%, a 22,62 reais, após considerar “injustificável” relação de troca em proposta da Eneva para a fusão entre ambas, mas manter a porta aberta para negociações caso a elétrica tenha intenção de “melhorar significativamente” os termos apresentados.

Eneva (ENEV3) fechou estável, a 12,35 reais.

Itaú Unibanco (ITUB4) encerrou em alta de 0,68%, a 31,11 reais, com o setor tendo como pano de fundo mudanças no cálculo do requerimento de capital para o risco operacional, que alguns analistas avaliam que devem abrir espaço para um aumento na remuneração a acionistas.

Vale (VALE3) cedeu 0,03%, a 73,45 reais, em dia de desempenho misto dos futuros do minério de ferro na Ásia.

O contrato mais negociado na Bolsa de Mercadorias de Dalian, na China, caiu 0,5%, enquanto o vencimento de referência da Bolsa de Cingapura subiu 0,8%.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Faça parte da rede “O Melhor do Dinheirama” com as melhores análises e notícias

Redes Sociais

© 2023 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.