Home Mercados Ibovespa: veja os 7 destaques desta quinta-feira

Ibovespa: veja os 7 destaques desta quinta-feira

Por volta das 10h50, o Ibovespa subia 0,77%, a 122.339,70 pontos

por Reuters
0 comentário

O Ibovespa (IBOV) buscava nesta quinta-feira uma trégua na sequência de quedas, tendo como pano de fundo alta do minério de ferro na China e avanço do petróleo no exterior, enquanto agentes financeiros também repercutem decisão de juros na zona do euro e dados econômicos dos Estados Unidos.

Por volta das 10h50, o Ibovespa subia 0,77%, a 122.339,70 pontos, após seis quedas seguidas, período em que acumulou um declínio de quase 2,5%. O volume financeiro somava 2,45 bilhões de reais.

No exterior, um dos destaques no noticiário era a decisão do Banco Central Europeu, que reduziu os juros, reconhecendo o avanço em sua batalha contra a alta dos preços. Mas a autoridade monetária também sinalizou que o trabalho ainda não acabou pois a inflação deverá permanecer muito alta até o próximo ano.

A ação do BCE reforça os holofotes para a decisão do Federal Reserve neste mês, principalmente eventuais sinais sobre uma amplamente esperado corte dos juros na maior economia do mundo, principalmente após dados recentes dos Estados Unidos mostrarem desaceleração da atividade econômica.

Nesta sessão, a agenda norte-americana mostrou que os pedidos iniciais de auxílio-desemprego aumentaram em 8.000 na semana encerrada em 1º de junho, para 229.000 em dado com ajuste sazonal, enquanto economistas consultados pela Reuters previam 220.000 pedidos na última semana.

Dados divulgados mais cedo na semana já haviam mostrado que as vagas de emprego em aberto nos EUA em abril caíram mais do que o esperado e o número de empregos disponíveis por cada trabalhador que busca uma vaga atingiu seu nível mais baixo desde junho de 2021.

Na sexta-feira, as atenções estarão voltadas para o relatório do governo norte-americano sobre o mercado de trabalho no mês passado, que podem alimentar – ou não – a perspectiva de que o Fed corte os juros ainda neste ano.

“O mercado de trabalho parece estar se reequilibrando, mas os dados de emprego a serem divulgados na sexta-feira serão fundamentais para confirmar essa percepção”, afirmou a equipe da XP Investimento a clientes, referindo-se ao relatório do governo norte-americano.

Destaques

Vale (VALE3) subia 0,15%, experimentando um respiro após sequência de quedas, em desempenho ajudado pela recuperação nos futuros do minério de ferro na China. O contrato mais negociado na Bolsa de Mercadorias de Dalian (DCE) encerrou as negociações do dia com alta de 0,96%, a 839,5 iuans (115,85 dólares) por tonelada, após queda em cinco sessões consecutivas.

Petrobras (PETR4) avançava 0,94%, endossada pelo aumento dos preços do petróleo no exterior, onde o barril de Brent era negociado com elevação de 0,66%.

 Itaú Unibanco (ITUB4) valorizava-se 0,95% e Bradesco (BBDC4) mostrava acréscimo de 1,33%, acompanhando a tentativa de melhora no pregão brasileiro.

Zamp (ZAMP3), que não faz parte da composição do Ibovespa, disparava 7,32%, após anunciar plano para comprar a operação brasileira de lojas da rede de cafeterias norte-americana Starbucks por 120 milhões de reais. A Zamp atualmente administra a operação no Brasil das redes Burger King e Popeyes.

Lojas Renner (LREN3) mostrava elevação de 3,1%, após o plenário do Senado aprovar o projeto que cria o programa automotivo Mover, com o texto incluindo a cobrança de imposto sobre compras internacionais de até 50 dólares. Analistas do Citi também elevaram a recomendação das ações para “compra”, conforme relatório enviado mais cedo a clientes.

Braskem (BRKM5) recuava 0,8%, entre as poucas quedas do dia, ainda fragilizada pela decisão do grupo de Abu Dhabi Adnoc de desistir de manter negociações para compra de fatia da Novonor na petroquímica no começo de maio, além de notícia recente sugerindo chance de o ex-ministro Guido Mantega passar a fazer parte do conselho de administração da companhia.

Dinheirama

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.