Home Mercados Ibovespa : veja os 7 destaques desta segunda-feira; Vale recua

Ibovespa : veja os 7 destaques desta segunda-feira; Vale recua

Às 10h54, o Ibovespa caía 0,44%, a 128.157,62 pontos

por Reuters
0 comentário

O Ibovespa (IBOV) recuava nesta segunda-feira, com as ações da Vale (VALE3) entre as maiores pressões negativas na esteira da queda do minério de ferro na volta do mercado chinês, enquanto feriado nos Estados Unidos tende a reduzir volumes.

Às 10h54, o Ibovespa caía 0,44%, a 128.157,62 pontos. O volume financeiro somava 1,11 bilhão de reais.

“Sem um forte referencial externo, os ativos locais tendem também a mostrar menor liquidez e podem oscilar mais perto da estabilidade”, afirmou a equipe da Ágora Investimentos, em relatório enviado a clientes.

Na pauta brasileira, um dos poucos destaques foi o IBC-Br, calculado pelo Banco Central e considerado sinalizador do PIB, cresceu 0,82% em dezembro ante novembro em dado dessazonalizado, acima da expectativa em pesquisa da Reuters de avanço de 0,75%.

No quarto trimestre, a expansão alcançou 0,22% sobre os três meses anteriores, em dado dessazonalizado.

Destaques

Vale (VALE3) caía 1,21%, a 66,86 reais, uma vez que os futuros do minério de ferro caíram nesta segunda-feira, após o aumento dos estoques e margens fracas das siderúrgicas que frustraram esperanças de recuperação da demanda na China. Após o feriado de uma semana do Ano Novo Lunar, o contrato mais negociado na Dalian Commodity Exchange reverteu a tendência do início da sessão e fechou com queda de 0,52%, a 951,5 iuans (132,20 dólares) a tonelada.

Petrobras (PETR4) avançava 0,05%, a 42,71 reais, em meio a variações modestas dos preços do petróleo no exterior. A companhia também informou que postergou prazos para receber propostas das licitações que contratarão FPSOs para os projetos SEAP-I e SEAP-II, em águas profundas do Sergipe.

Itaú Unibanco (ITUB4) ganhava 0,09%, a 34,57 reais, enquanto Bradesco (BBDC4) caía 0,45%, a 13,42 reais, com analistas do Citi elevando o preço-alvo do primeiro de 36 para 37 reais e reiterando recomendação de “compra”, mas cortando o do segundo de 17,50 para 15,70 reais e mantendo a classificação “neutra/alto risco”.

Carrefour (CRFB3) caía 2,70%, a 10,83 reais, antes da divulgação do balanço após o fechamento do mercado. Investidores também acompanham desdobramentos após a morte no fim de semana do empresário Abilio Diniz, um dos principais acionistas do grupo e vice-presidente do conselho de administração do varejista. Ainda na noite de domingo, o Carrefour Brasil afirmou que os cargos ocupados por Diniz ficarão vagos momentaneamente, até que o conselho tome decisão sobre seus sucessores.

A Península, holding fundada por Diniz, que detém 7,3% do Carrefour Brasil, confirmou seu compromisso de longo prazo em relação à companhia.

Cogna (COGN3) avançava 1,65%, a 2,46 reais, e Yduqs (YDUQ3) subia 2,20%, a 19,52 reais, com investidores ainda digerindo o lançamento do Fies Social na sexta-feira e suas potenciais implicações para o setor e a expectativa sobre o novo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) prometido pelo governo.

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.