Home Mercados Ibovespa: veja os 9 destaques do fechamento de hoje; Petz dispara 37%

Ibovespa: veja os 9 destaques do fechamento de hoje; Petz dispara 37%

Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa subiu 0,75%, a 125.124,3 pontos

por Reuters
0 comentário

O Ibovespa (IBOV) fechou em alta nesta sexta-feira, de volta ao patamar dos 125 mil pontos, puxado pela valorização nas ações da Vale (VALE3) e da Petrobras (PETR4), enquanto os papéis da Petz (PETZ3) dispararam após acerto para união com a Cobasi.

Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa subiu 0,75%, a 125.124,3 pontos, embora tenha acumulado perda semanal de 0,65%. Na máxima do dia, chegou a 125.508,91 pontos. Na mínima, a 124.056,03 pontos.

O volume financeiro somou 29,2 bilhões de reais.

Segundo o analista de investimentos Gabriel Mollo, do Banco Daycoval, a agenda doméstica esvaziada deu espaço para que as altas de Vale e Petrobras se sobressaíssem no suporte ao índice, que fechou estável na véspera após uma sequência de quedas.

APRENDA COMO MULTIPLICAR E PROTEGER SEU CAPITAL INVESTIDO POR MEIO DAS CRIPTOMOEDAS E ACELERE A SUA JORNADA RUMO À LIBERDADE FINANCEIRA

Em Wall Street, os principais índices acionários fecharam sem direção única, com balanços corporativos mistos e crescentes incertezas em relação ao momento para o Federal Reserve iniciar o ciclo de corte de juros.

O retorno de Treasury de 10 anos marcava 4,6228% no final da tarde, de 4,6470% na véspera.

Dados econômicos recentes têm apontado para um mercado de trabalho forte e uma inflação persistentemente elevada na maior economia do mundo, afastando apostas de qualquer redução precoce dos juros.

Ao longo da semana, além da revisão das expectativas sobre o momento para o Fed cortar juros, os ativos brasileiros também sofreram pressão de uma deterioração das perspectivas fiscais no país.

“O interesse do investidor estrangeiro está diminuindo referente ao Brasil, principalmente pelas incertezas fiscais, pela forma como a economia está conduzindo”, destacou Renato Nobile, analista da Buena Vista Capital.

Destaques

Petz (PETZ3) disparou 37,14%, a 4,80 reais, após tocar a máxima intradia de 5,24 reais durante o pregão, com o anúncio de que assinou um memorando de entendimento não vinculante junto com a Cobasi para a combinação de seus negócios, que formará a maior rede de varejo pet do país.

O preço inicialmente acertado para a união das empresas foi de 7,10 reais por ação da companhia, mais que o dobro do valor de fechamento das ações da Petz na véspera.

Petrobras (PETR3) avançou 4,07%, a 42,72 reais, e Petrobras (PETR4) subiu 1,71%, a 40,53 reais, diante da expectativa de pagamento de dividendos extraordinários pela estatal.

De acordo com o jornal O Globo, tudo caminha para que seja decidido, em assembleia geral ordinária de acionistas a ser realizada na próxima quinta-feira, pelo pagamento de 100% dos dividendos extras referentes ao exercício de 2023.

No exterior, os preços do petróleo fecharam em leve alta, com o contrato do Brent subindo 0,21%, a 87,29 dólares o barril.

Vale (VALE3) teve alta de 1,64%, a 63,36 reais, apesar de os futuros do minério de ferro voltarem a recuar na Ásia, com o contrato mais negociado na Bolsa de Mercadorias de Dalian (DCE) da China encerrando as negociações diurnas com queda de 0,34%, a 871 iuanes (120,30 dólares) a tonelada.

Em Cingapura, o vencimento de referência caiu 0,12%, a 116,7 dólares a tonelada.

Itaú Unibanco (ITUB4) encerrou com queda de 0,57%, a 31,55 reais, enquanto Bradesco (BBDC4) cedeu 0,94%, a 13,64 reais.

Banco do Brasil (BBAS3) recuou 0,79%, a 27,71 reais.

Rede D’or (RDOR3) avançou 4,85%, a 24,45 reais, após analistas do Citi elevarem recomendação para os papéis da rede de hospitais, dona da seguradora SulAmérica, de “neutra” para “compra”, citando expectativas de maiores lucros à frente.

CVC Brasil (CVCB3) valorizou-se 6,67%, a 1,92 real, com certo ajuste técnico devido à queda do dólar ante a moeda brasileira e após várias perdas consecutivas, segundo analistas da Ativa Research.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Faça parte da nossa rede “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2023 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.