Home Finanças Pessoais Informe de Rendimentos: prazo do envio encerra no dia 28

Informe de Rendimentos: prazo do envio encerra no dia 28

por Redação Dinheirama
0 comentário

Em breve daremos os primeiros passos para a declaração do Imposto de Renda 2022. Isso porque está chegando o prazo final para empresas e instituições financeiras entregarem o Informe de Rendimentos.

O documento é essencial para que o contribuinte pessoa física possa fazer a Declaração de Ajuste Anual do Imposto de Renda (DIRPF). Sim, senhoras e senhores chegou o momento de prestar contas ao Leão da Receita Federal.

Se você tem dúvidas sobre como obter o informe de rendimentos, seja do INSS, do banco ou do plano de saúde, confira tudo abaixo.

Antes de mais nada, é importante dizer que a Receita Federal ainda não divulgou todas as regras para o IR deste ano.

Por exemplo, o prazo costuma ser de 1º de março a 30 de abril. No entanto, nos últimos anos, por conta da pandemia de COVID-19, esse período foi prorrogado.

Outro ponto são os limites da obrigatoriedade de declarar o Imposto de Renda. Ainda assim, todo contribuinte que teve algum tipo de desconto de IR no ano passado pode fazer a declaração.

O que é o Informe de Rendimentos?

Em resumo, o Informe de Rendimentos é um documento que detalha:

  • Os valores recebidos por uma pessoa física; e
  • O Imposto de Renda que foi retido na fonte.

Para os contribuintes, ele é o guia para preencher corretamente a declaração.

Por isso, as fontes pagadoras (empresas e instituições financeiras) precisam fornecer o comprovante de rendimentos correto e no prazo.

Além disso, ele serve para a Receita Federal cruzar os dados informados pelas fontes pagadoras e pelos contribuintes. Dessa forma, se houver alguma divergência, a declaração cai na famosa Malha Fina.

A saber, é necessário ter um informe de rendimentos de cada conta corrente ou conta de investimentos. Já que o contribuinte precisa declarar todos os rendimentos vindos de salário, aluguel ou investimentos.

Onde conseguir o Informe de Rendimentos?

De acordo com a Receita Federal, os comprovantes de rendimentos não precisam ser enviados pelos Correios. Ou seja, as empresas podem disponibilizar o documento de forma digital por:

  • E-mail;
  • Site; ou
  • Aplicativo.

Independentemente do meio, as empresas precisam deixar o documento disponível para download.

Na prática, os contribuintes podem entrar em contato diretamente com a fonte pagadora para solicitar o informe, caso não tenha recebido qualquer comunicação.

Informe de Rendimentos banco

Bancos, fintechs e corretoras de investimentos devem informar os valores de todas as contas. Quer seja conta corrente, poupança, quer seja conta digital, remunerada ou não.

Além disso, o Informe de Rendimento bancário precisa apresentar o saldo da conta no último dia do ano. E principalmente, como o nome indica, os rendimentos recebidos.

Ao receber o seu comprovante de rendimentos, verifique se as informações estão corretas. Em caso de erros, é preciso avisar a fonte pagadora e solicitar outro informe. Caso contrário, você pode cair na malha fina.

Planos de saúde e fundos de pensão

Os clientes de planos de saúde individuais ou participantes de fundos de pensão também devem receber os informes dessas instituições.

Lembre-se de que os gastos com saúde, educação e previdência privada servem para dedução do Imposto de Renda. Em outras palavras, ao comprovar estes gastos para a Receita Federal, o contribuinte paga menos imposto ou restitui mais dinheiro.

Informe de Rendimentos INSS

Os aposentados e pensionistas do INSS poderão obter o Informe de Rendimento da aposentadoria na internet.

Entretanto, o Instituto Nacional do Seguro Social ainda não tem previsão de quando o Informe de Rendimentos 2022 estará disponível.

Assim que o extrato estiver liberado, os segurados poderão acessar pelo aplicativo ou pelo site Meu INSS.

Você pode baixar o app gratuitamente nas principais lojas de aplicativos para celular:

A senha para verificar o informe de rendimentos da aposentadoria é a mesma usada para consultar outros extratos do INSS.

Informe de Rendimento Auxílio Emergencial

As pessoas que receberam o Auxílio Emergencial em 2021 junto com outros rendimentos tributáveis precisam fazer a declaração do IR.

Desse modo, o benefício precisa ser declarado na ficha “Rendimentos Tributáveis Recebidos de Pessoas Jurídicas”.

No campo CNPJ da fonte pagadora, o contribuinte precisa informar 05.526.783/0003-27, do Ministério da Cidadania.

Para conseguir o Informe de Rendimentos do Auxílio Emergencial, é preciso acessar o site consultaauxilio.cidadania.gov.br.

  1. Em primeiro lugar, preencha os dados: CPF, nome completo, nome da mãe e data de nascimento.
  2. Logo depois, clique na caixa “sou humano”.
  3. Em seguida, basta clicar em “enviar”.

As pessoas que não receberam o auxílio, caso façam essa consulta, vão verificar a mensagem “registro não encontrado”.

Como conseguir o Informe de Rendimentos após demissão?

Todos os funcionários devem receber o Informe de Rendimentos das empresas, mesmo após demissão.

No mesmo prazo – até dia 28, o ex-funcionário deve receber por e-mail ou Correios o comprovante de rendimentos de 2021.

Caso você esteja nessa situação e não receba no prazo, pode entrar em contato com o departamento de Recursos Humanos (RH).

Conclusão

O contribuinte que não receber o Informe de Rendimentos no prazo deve entrar em contato com a empresa ou instituição financeira.

No entanto, se ainda assim não receber o documento, deve acionar a Receita Federal. As companhias podem sofrer sanções e penalidades em caso de atraso ou erro na prestação de contas.

Por outro lado, os contribuintes que não fizerem a declaração do IR correta podem cair na malha fina ou até mesmo pagar uma multa.

Acompanhe o Dinheirama e fique por dentro de todos os detalhes sobre o IR2022, do Informe de Rendimentos até a restituição.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Faça parte da nossa rede “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2023 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.