Investir em ações e bolsa de valores continua sendo uma boa?Nas últimas semanas, temos acompanhado com atenção os deslocamentos da BM&F Bovespa. Como investidor interessado em conquistar, dia após dia, mais e melhores oportunidades e chances de multiplicar meu patrimônio, invisto e considero o mercado de ações uma plataforma indispensável de bons resultados para meu futuro, especialmente no que se refere ao longo prazo.

Muitos amigos que também se interessam pelo investimento em ações na bolsa de valores e no potencial desse tipo de investimento me mandam, todos os dias, algumas perguntas carregadas de algum pessimismo e preocupação. Diante do cenário atual, depois de um 2010 de ganhos, que futuro está reservado para o Índice Ibovespa e as ações das empresas brasileiras em geral?

Vale lembrar que a renda variável é um mercado de risco. Então, todos que pensam em iniciar seus investimentos na bolsa devem considerar que o risco existe e está presente em todos os pregões, todos os dias, principalmente para quem tem como grande preocupação enriquecer “do dia para a noite”. A Bovespa é um importante instrumento de bons investimentos para quem estuda, se dedica e busca as oportunidades sempre, e por muito tempo.

Apesar de ser lugar-comum em artigos e livros sobre bolsa de valores, faço coro aos especialistas: quando falamos em ações, devemos levar em conta que trata-se de um investimento de longo prazo. Não sou contra as operações de compra e venda diárias para aproveitar boas oportunidades, o chamado day trade, mas é fundamental ter conhecimentos mínimos e tempo disponível para isso. No mais, sou adepto do investimento constante e por muito tempo. Os resultados tem sido excelentes.

Mau desempenho nas Blue Chips
Nos últimos meses, os resultados da bolsa tem sido desanimadores. Enquanto escrevo esse artigo, o resultado do Ibovespa no mês de maio é de -3,74%. Vale lembrar que esse resultado sinaliza que as ações tidas como Blue Chips (as principais e maiores empresas negociadas) vem enfrentando um período de indefinições e dúvidas.

Outro ponto crucial no desempenho e interesse do investidor é a postura do governo no combate à inflação, o que desperta a atenção do mercado. Muitos investidores preferem esperar o assunto se desenrolar antes de voltar a investir forte no mercado de renda variável. Enquanto isso, a tendência de alta nos juros proporciona outras boas oportunidades no segmento de renda fixa.

Incertezas inflacionárias causam preocupação
Esse mesmo mercado cobra uma postura mais conservadora do Banco Central, almejando aumentos maiores na Taxa Selic e demonstrando seu mau humor através de comentários pessimistas publicados diariamente em toda a mídia.

Em minha opinião, o momento é de observação. Na verdade, fui atrás de algumas oportunidades pensando no futuro e investi em algumas empresas. Respeito muito os amigos grafistas, como nosso parceiro e professor Leandro Martins, mas ainda busco mais amparo nos fundamentos das empresas, dos setores e da própria economia brasileira.

Não obstante, também aproveitei o período de incertezas para incrementar minhas apostas em renda fixa: o Tesouro Direto foi o caminho que mais me agradou e com certeza me renderá bons resultados. Escolhi a NTN-B, título com rentabilidade atrelada à inflação, para garantir manutenção do poder de compra e rentabilidade acima da inflação. Conheça melhor o investimento em títulos públicos lendo o artigo “Tesouro Direto: como investir, rentabilidade, vantagens e características”, escrito pelo Navarro.

Você que acompanha o Dinheirama, fique à vontade para colaborar com suas apostas nos investimentos. Você pode utilizar o espaço de comentários logo abaixo ou mesmo levar a discussão para o nosso fórum de discussões Dinheirama Social. Acesse também o Dinheirama Shop e aproveite as promoções que preparamos para você, como os livros com frete grátis (mais brindes) e os ebooks de educação financeira. Obrigado e até a próxima.

Foto de sxc.hu.

Ricardo Pereira
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários