Home Economia e Política Itamaraty chama de volta enviado em Israel e convoca embaixador israelense para dar explicações

Itamaraty chama de volta enviado em Israel e convoca embaixador israelense para dar explicações

Em nota, o Itamaraty afirmou que tomou as medidas "diante da gravidade das declarações desta manhã do governo de Israel"

por Reuters
0 comentário
(Imagem: Reprodução/REUTERS/Dedi Hayun)

O Ministério das Relações Exteriores decidiu nesta segunda-feira chamar de volta o embaixador brasileiro em Israel, Frederico Meyer, para consultas, ao mesmo tempo em que convocou o embaixador israelense no Brasil, Daniel Zonshine, para dar explicações ao governo brasileiro, depois que o chanceler de Israel, Israel Katz, declarou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva persona non grata no país nesta manhã.

Em nota, o Itamaraty disse que Zonshine foi convocado para se reunir ainda nesta segunda-feira com o ministro das Relações Exteriores, Mauro Vieira, no Palácio Itamaraty, no Rio de Janeiro.

O chanceler brasileiro está no Rio para um encontro dos chanceleres do G20 que acontecerá na cidade nesta semana. A pasta também informou que Meyer embarcará em direção ao Brasil na terça-feira.

Em nota, o Itamaraty afirmou que tomou as medidas “diante da gravidade das declarações desta manhã do governo de Israel”.

Mais cedo nesta segunda, Katz convocou o embaixador brasileiro em Tel Aviv para uma reprimenda no Memorial do Holocausto Yad Vashem, em Jerusalém, e anunciou que Lula não é bem-vindo em Israel até que se retrate de comentários que fez comparando a guerra realizada por Israel em Gaza ao Holocausto promovido pelo então ditador alemão Adolf Hitler contra os judeus na Segunda Guerra Mundial.

Ao lado do embaixador brasileiro, o chanceler israelense disse que as declarações de Lula eram vergonhosas e antissemitas.

Israel iniciou uma ampla ofensiva por terra e ar contra Gaza após um ataque em 7 de outubro do ano passado em que integrantes do grupo militante islâmico palestino Hamas mataram 1.200 pessoas, em sua maioria civis, e sequestraram 253 pessoas em território israelense, segundo dados de autoridades de Israel.

Desde então, os ataques israelenses em Gaza devastaram o enclave palestino, matando mais de 29 mil pessoas, também em sua maioria civis, segundo autoridades palestinas, e forçando a maioria dos 2 milhões de habitantes de Gaza a deixarem suas casas.

O Holocausto promovido pelo nazistas na Segunda Guerra Mundial matou 6 milhões de judeus.

Antes da reprimenda ao embaixador brasileiro e ao anúncio de Lula como persona non grata em Israel, o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, disse que a declaração de Lula buscava banalizar o Holocausto e cruzava uma “linha vermelha”.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Mail Dinheirama

Faça parte da nossa rede “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2023 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.