Hoje o artigo é sobre atitude. Quanto dela precisamos ter na vida em tantos momentos, não é mesmo? Muitas vezes perdemos pessoas e oportunidades por falta de atitude. E muitas vezes perdemos negócios e possibilidades de ganhar mais dinheiro também. Aliás, como ter mais atitude quando falta dinheiro?

O mundo está cheio de pessoas que começaram do nada e que tiveram que realizar milagres com o pouco que tinham. Quantas histórias você já não ouviu de gente que começou vendendo isso ou aquilo na rua, que não tinha sequer roupa adequada para trabalhar ou um capital mínimo para começar alguma coisa? O que diferencia estas pessoas do restante? Além da provável necessidade é claro, trata-se da tal da atitude.

Às vezes a falta de atitude está ligada à descrença de que as coisas podem dar certo ou de que não somos suficientemente bons. Se a sua autoestima estiver lá embaixo, é possível que você não tenha nem atitude e nem coragem para ir atrás de alguma coisa, por isso é preciso ficar de olho no que anda ocorrendo para não se autosabotar de alguma forma.

Exemplos de atitude real

Vejo alguns exemplos de muita atitude no metrô às vezes. Sabem aqueles músicos que chegam, começam a tocar e passam o chapéu para ver se algum dinheiro aparece?

Também vejo muita atitude nas pessoas que vão para as feiras da cidade aos domingos tentar vender os brigadeiros que fizeram em casa por exemplo. Neste caso, não importa se é o mais extrovertido e grita aos quatro ventos sobre as guloseimas, ou se é a moça quieta com sua cesta aguardando alguém na multidão se aproximar.

Ou até mesmo, saindo um pouco da parte financeira, também têm muita atitude aqueles moços que insistem muito para sair com a menina dos olhos mesmo tendo levado alguns bons foras até então. Muitas vezes ganham pelo cansaço, e pela falta de atitude que outros tiveram. Vai dizer que não conheceu uma história assim?

E quando falta dinheiro…

A questão é que, quando falta dinheiro, é preciso que a gente se vire de alguma forma, não é verdade? É preciso resgatar aquela atitude que talvez esteja esquecida no fundo do armário. Se você tem apenas uns poucos reais para começar alguma coisa, como fazer?

Não importa se estes reais vão servir para preparar uma receita de doces, para colocar um anúncio oferecendo aulas particulares, ou para fazer aquele curso online que pode ajudar a incrementar o currículo.

O fato é que, além do uso do dinheiro ter que ser bem pensado em fases como esta, é preciso realmente ajudar a si mesmo para se lembrar daquela força extra que está aí dentro e você talvez tenha esquecido.

Outro dia, também caminhando na Paulista em um domingo, vi duas meninas com uma arara de roupas. Parando para saber do que se tratava, pois havia gostado de uma peça, ouvi que as roupas eram das duas.

Ou seja, estavam lá, com muita atitude, empreendendo numa espécie de primeiro brechó. Os produtos haviam sido garimpados dos próprios guarda-roupas das duas e, bem, o que conseguissem ganhar ali naquela ocasião já seria lucro para dar continuidade ao negócio.

Como ter mais atitude quando falta dinheiro?

Independente da situação, se você está se vendo em um momento em que é preciso ter mais atitude para conseguir resultados, vamos a alguns pontos para reflexão:

– Lembre-se que, apesar de todos os pesares, você é o único que pode ser capaz de mudar a sua própria vida.

– Reconheça o seu valor. Por mais que as coisas não estejam dando certo ultimamente, resgate aquela criança que mora aí dentro e que acreditava que tudo seria incrível.

– Não se preocupe com a opinião alheia. Os outros – nem todos – sempre arrumarão um jeito de falar alguma coisa, mas o que importa são apenas os que se preocupam verdadeiramente com a gente.

– Defina objetivos e arrume um tempo para conversar com quem vale a pena e gosta de você. Pode ser que ideias e parcerias surjam daí.

– Finalmente, não tenha medo de errar. Só não erra quem não tenta e, quem não tenta, não sai da zona de conforto e não consegue resultados diferentes. Pronto para começar? Desejo boa sorte e muita atitude para você!

Janaína Gimael
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários