Home Agronegócio Milho recua após máxima de duas semanas em Chicago

Milho recua após máxima de duas semanas em Chicago

Na região do Mar Negro, a chuva em partes secas da Rússia e da Ucrânia proporcionou algum alívio para as plantações

por Reuters
3 min leitura

Os contratos futuros do milho negociados na bolsa de Chicago caíram nesta sexta-feira, um dia depois de atingirem o maior valor em duas semanas, com operadores monitorando o clima nos Estados Unidos, mas também em outras regiões.

Os futuros do trigo e da soja também caíram, com o dólar forte tornando os produtos agrícolas dos EUA menos atraentes para os importadores.

Os traders estão monitorando o clima dos EUA, já que as safras de milho se aproximam de um período importante de desenvolvimento em julho, enquanto a colheita do trigo de inverno está ganhando ritmo.

Banner MBA BARSI

O calor e a secura são esperados no cinturão de milho do sudeste e do leste nos próximos 15 dias, aumentando o estresse sobre as plantações de milho e soja, disse o analista Maxar.

No entanto, os modelos meteorológicos variam em suas previsões, disse Don Roose, presidente da corretora U.S. Commodities.

Os futuros de milho mais ativos fecharam em queda de 8,50 centavos, a 4,50 dólares por bushel, mas subiram cerca de 0,3% na semana.

O trigo terminou em queda de 7,25 centavos, a 6,1275 por bushel, e perdeu cerca de 2,4% na semana.

A soja caiu 9,75 centavos, fechando em 11,7975 o bushel, mas obteve ligeiros ganhos semanais.

Na região do Mar Negro, a chuva em partes secas da Rússia e da Ucrânia proporcionou algum alívio para as plantações de milho, embora os benefícios possam ser limitados para o trigo com a proximidade da colheita, disseram os analistas.

A Rússia pode declarar uma emergência nacional e as exportações de grãos russos cairão para 60 milhões de toneladas na próxima temporada, de 70 milhões de toneladas nesta temporada, após um período de frio em algumas regiões, disseram autoridades do governo russo

Banner MBA BARSI

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.