O futuro empreendedor e o Desafio SEBRAEDentro de nossos textos sempre falamos sobre a necessidade de desenvolvermos características empreendedoras para evoluirmos profissionalmente. Acreditamos nisso pra valer! Mas, quais são as principais características de um grande empreendedor[bb] ou empresário? Pois é, devemos conhecê-las e então tentar colocá-las em prática em nossa vida pessoal e/ou profissional. Uma boa forma de se atualizar e aprender um pouco mais é assistindo palestras ou realizando cursos presenciais e/ou via internet.

Iniciativas como estas sempre nos ajudam a entender melhor como realizar um plano de negócio ou mesmo como abordar um cliente em potencial. No texto intitulado “Dedique-se mais a criar oportunidades”, exposto aqui mesmo no Dinheirama, temos links de alguns sites que fornecem cursos gratuitos para quem sempre busca o aprendizado. Se você ainda não teve a oportunidade de visitá-los, dê uma passada por lá e confira o que estou dizendo.

No entanto, mesmo se atualizando e buscando aprender, em alguns casos pode faltar uma oportunidade para colocar em prática os estudos e testar-se. E, infelizmente, isso acontece muito com quem ainda está na universidade. Não só para suprir essa falta, mas também com essa finalidade, existe, entre outras iniciativas, o Desafio Sebrae, uma competição nacional e internacional, de caráter educacional, promovida pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE) em parceria com a COPPE/UFRJ.

Qual a finalidade desse Desafio?
Quero aproveitar o momento para esclarecer que o texto não tem nenhuma relação com o SEBRAE. Portanto, não se trata de publicidade, mas de um alerta escrito por um aluno de graduação que sente falta de iniciativas como essa em maior escala. Como editor de empreendedorismo, o mínimo que posso fazer é incentivar e torcer para que programas assim apareçam com mais freqüência. E é o que farei sempre. O Desafio SEBRAE pretende:

  • Estimular o espírito empreendedor e disseminar a cultura empreendedora em estudantes universitários de todo o país;
  • Desenvolver a capacitação gerencial em pequenos e médios negócios;
  • Possibilitar aos participantes experiências simuladas na gerência de uma empresa;
  • Desenvolver habilidades de trabalho em equipe;
  • Difundir conceitos sobre ética[bb], associativismo e competitividade;
  • Desenvolver a capacidade de compreensão sobre o papel da cooperação e da parceria comercial e social entre os países da América Latina.

O que é o Desafio SEBRAE? Como Funciona?
Alguns trechos retirados do site do SEBRAE nos ajudam a entender a dinâmica do programa e suas características:

“O Desafio Sebrae é um jogo de empresas voltado para estudantes de todo Brasil que estejam cursando o ensino superior e oferece prêmios como computadores e uma viagem internacional para conhecer um centro de referência mundial em empreendedorismo. Mas acima de tudo, oferece uma oportunidade para que jovens, independentemente do curso de graduação que estejam fazendo, tenham contato com o ambiente e a dinâmica empreendedora através de um software exclusivo.

Na disputa, os jogadores reúnem-se em equipes com 3 a 5 componentes e elas ficam responsáveis por gerenciar virtualmente uma empresa. Para participar e ter acesso ao material do jogo é necessário pagar uma taxa de R$ 30,00 por equipe. As equipes são divididas em chaves, onde são simuladas situações semelhantes às que os empresários enfrentam no dia a dia.

O Desafio é dividido em cinco fases. As três primeiras são virtuais, em que os competidores jogam via internet e as outras duas são presenciais, quando a estrutura do jogo muda, sendo adotado regime de imersão. Durante a realização das etapas, a competição se torna cada vez mais difícil e apenas os grupos que conseguirem os melhores resultados estarão aptos para prosseguir na disputa.

Quando chega o momento em que se torna necessária a presença dos jogadores, apenas as melhores equipes do Desafio Sebrae estarão competindo. Em alguns meses de envolvimento, o participante tem a possibilidade de testar sua capacidade de tomada de decisões, de trabalhar em equipe, de buscar soluções, tendo também a oportunidade de enriquecer seu espírito empreendedor.”

E aí? Você topa o desafio? Elabore bem sua idéia, transforme-a em um bom projeto e corra, pois as inscrições ainda estão abertas e devem ser feitas até o dia 13 de maio de 2009. A competição ocorrerá nos meses de maio a novembro deste ano, com uma interrupção no mês de julho. Informe-se no site do Desafio SEBRAE e boa sorte!

Se você se interessou, mas está “com o pé atrás”, não se subestime. Afinal, você sabia que a Dell Inc. – a maior empresa de distribuição de computadores[bb] dos Estados Unidos – foi fundada por Michael Dell, aos 19 anos, durante sua graduação em Medicina nos EUA no ano de 1984, com apenas mil dólares?

Pois é, imagine quantas chances esse rapaz de 19 anos tinha para fazer tudo errado? Agora imagine a oportunidade que ele teria perdido se não tivesse acreditado em si mesmo! Esta é uma ótima oportunidade de colocar-se à prova! Vá em frente, encare o desafio e acredite: você pode ser o próximo grande empreendedor deste pais. Amém.

——
Bruno Biscaia
já atuou nos setores de Marketing de Eventos e de Planejamento e Controle da Produção. É estudante de Engenharia de Produção Mecânica na Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI) e edita a seção de Empreendedorismo do Dinheirama.

Crédito da foto para stock.xchng.

Avatar
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários