Home Agronegócio Preços do açúcar bruto caem com o vencimento do contrato de março

Preços do açúcar bruto caem com o vencimento do contrato de março

O março do açúcar bruto, que expirou nesta quinta-feira, caiu 1,43 centavo, ou 6%, a 22,58 centavos por libra-peso

por Reuters
0 comentário

Os futuros do açúcar bruto na ICE caíram acentuadamente nesta quinta-feira, com foco no vencimento do contrato de março, enquanto o cacau recuperou algum terreno após a queda acentuada da sessão anterior.

Açúcar

O março do açúcar bruto, que expirou nesta quinta-feira, caiu 1,43 centavo, ou 6%, a 22,58 centavos por libra-peso.

Os operadores disseram que alguns operadores pareciam ter mudado de idéia sobre a quantidade de açúcar que estavam dispostos a receber, um dos motivos da grande liquidação na sessão.

Assessores e consultores de investimentos ganham R$ 15.000/mês; saiba como seguir carreira

As entregas de março foram estimadas em 25.751 lotes, ou cerca de 1,3 milhão de toneladas, de acordo com informações preliminares de operadores, sendo a Wilmar vista como a maior entregadora.

(Imagem: Reprodução/Freepik/@onlyyouqj)
(Imagem: Reprodução/Freepik/@onlyyouqj)

O maio do açúcar branco caiu 3,1%, para 615,10 dólares a tonelada.

Cacau

O contrato maio cacau em Londres ​subiu 28 libras, ou 0,5%, para 5.162 libras por tonelada, embora os preços tenham permanecido bem abaixo do recorde de 5.605 libras estabelecido na segunda-feira.

Os negociantes afirmaram que o mercado sofreu um revés esperado, depois de ter subido mais de 50% num mês, mas os fundamentos continuam altistas, após colheitas fracas na Costa do Marfim e em Gana, os dois maiores produtores mundiais.

O maio do cacau de Nova York subiu 0,9%, para 6.049 dólares a tonelada.

Café

O maio do café robusta fechou em alta de 51 dólares, ou 1,7%, a 3.095 dólares a tonelada.

O maio do café arábica subiu 1,4%, para 1,8435 dólar por libra-peso.

Dinheirama

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.