Home Agronegócio Preços do café sobem mais de 5% na ICE, açúcar bruto também avança

Preços do café sobem mais de 5% na ICE, açúcar bruto também avança

O café arábica de julho subiu 5,8%, fechando a 2,3095 dólares por libra-peso, depois de atingir uma máxima de em quatro semanas

por Reuters
0 comentário

Os preços do café na bolsa ICE subiram mais de 5% nesta terça-feira, por compras de fundos impulsionada por preocupações com o clima nas principais regiões produtoras do mundo, enquanto os preços do açúcar e do cacau também subiram.

Café

O café robusta fechou em alta de 228 dólares, ou 5,9%, a 4.120 dólares a tonelada métrica.

O café arábica de julho subiu 5,8%, fechando a 2,3095 dólares por libra-peso, depois de atingir uma máxima de em quatro semanas 2,3320 dólares.

Os comerciantes disseram que o mercado foi apoiado pela situação negativa do clima e da produção no Vietnã e no Brasil, os dois maiores produtores.

Há preocupações quanto à insuficiência de chuvas no Vietnã, maior produtor de robusta, o que poderia reduzir a próxima safra do país.

No Brasil, os primeiros relatórios da colheita em andamento foram um tanto negativos, e um período seco e quente continuou nas regiões cafeeiras, trazendo riscos para a safra de 2025.

Açúcar

O açúcar bruto fechou em alta de 0,32 centavo, ou 1,7%, a 18,73 centavos de dólar por libra-peso.

Os negociantes disseram que o forte ritmo de moagem de cana no centro-sul do Brasil ajudou a colocar o mercado na defensiva, embora o clima seco que está ajudando a colheita possa prejudicar o final da safra.

A associação Unica deve divulgar nesta semana dados sobre a moagem de cana e produção açúcar no Brasil na primeira quinzena de maio.

Uma pesquisa da S&P Global Commodity Insights previu que a produção de açúcar aumentaria 6,3% em relação ao ano anterior, atingindo 2,7 milhões de toneladas.

O açúcar branco de agosto subiu 1,4%, fechando a 553,50 dólares por tonelada.

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.